Cuscuz paulista rico

};?>

cuscuz_paulista_larissa_januario_semmedida17

O cuscuz paulista está entre os meus pratos favoritos da vida, tanto que foi um dos primeiros que aprendi a fazer com destreza. Acho fácil de preparar, de servir e de agradar. É um prato rico, completo, de origem indígena e bandeirante. Alimenta muita gente, dispensa acompanhamentos e não me toques. Tem aquele sabor de casa, e mal precisa de talheres.

Depois que mudei para São Paulo, descobri que aqui cuscuz é um prato junino. E Festa Junina é melhor que Natal. Então, para celebrar a reta final dos festejos juninos e homenagear meu irmão (que nasceu no dia que eu ia dançar quadrilha na segunda série), segue  meu cuscuz de rico para dias de festa. Completo como deve ser. Com direito a sardinha, camarão e ovo. Viva o MF, que você pule muitas fogueiras nessa vida!
Cuscuz paulista rico  (para 10 pessoas)

2 xícaras de farinha de milho em flocos 
1 xícara de farinha de mandioca
4 xícaras de caldo de camarão (se não tiver use água)
2 latas de sardinha
½ xícara de milho verde
3 dentes de alho picados
1 cebola em cubos pequenos
2 latas de tomate pelado
1/2 xícara de ervilha fresca congelada
azeite
sal e pimenta a gosto
Salsinha a gosto
Pimenta de cheiro

para decorar
ovo cozido fatiado
palmito
Mini tomates
Ervilha
Camarão branqueado
Preparo

cuscuz_paulista_larissa_januario_semmedida23

Comece com o refogado de cebola (até ficar transparente),  alho e pimenta. Deixe refogar até pegar cor. Junte a sardinha e mexa. Depois acrescente o tomate pelado batido no liquidificador e o caldo de camarão (se não tiver use água).

cuscuz_paulista_larissa_januario_semmedida24

Aos poucos acrescente as farinhas, sem parar de mexer. De preferência com um fuet. Junte o milho verde e deixe cozinhar uns 3 minutos. Depois acrescente as as ervilhas,  o palmito, a salsinha e a pimenta de cheiro. Mexa bem, acerte o sal e desligue o fogo e reserve.

cuscuz_paulista_larissa_januario_semmedida25

Cozinhe os ovos no ponto (9 minutos) e corte em rodelas. Fatie também os tomates ao meio e o palmito. Branqueie os camarões, receita qui. Unte a forma com azeite e decore a gosto. Coloque parte do cuscuz de use as sobras da decoração como recheio. Complete com o restante da massa e leve à geladeira.

cuscuz_paulista_larissa_januario_semmedida12

Desenforme em uma travessa bonita e sirva com salada de folhas. cuscuz_paulista_larissa_januario_semmedida21

 


Café com a comadre: como saber se o café tem boa qualidade?

};?>

 

Selo_Pureza_ABIC

Essa semana no Café com a Comadre vamos descobrir quais são os indicadores de qualidade no café. A cumadi pergunta, *Ensei Neto responde.

Como saber se o café tem boa qualidade?

Para você saber que qualidade ou em qual categoria está um café, verifique se tem algum selo ou certificação. O mais antigo é o da ABIC – Associação Brasileira da Indústria do Café com seus SELO DE PUREZA, que garante que só tem café como matéria prima, e o PQC (Programa de Qualidade do Café), que é o de Qualidade, podendo ser TRADICIONAL, SUPERIOR e GOURMET. Outro selo é o da BSCA – Associação Brasileira de Cafés Especiais, que é uma entidade de cafeicultores mas tem sócios que torram café. Tem sua escala de qualidade e garante que são cafés de seus associados.

Mas, como sempre digo, comadre, o importante é experimentar. Não ter medo de experimentar, perguntar a outras pessoas sobre marcas e assim por diante. Experiência é que dá condição de comparar. Se você conhece pouco, fica restrito. Se você experimenta de tudo, a chance de encontrar um café de seu gosto será sempre maior. E qualidade tem um parâmetro: o café tem de ser saboroso, sem ser picante ou áspero ou ter adstringência, muitos menos ter gosto amargo.

Deixando a cafeína de lado, que tem um gosto que lembra o do jiló, qualquer outro amargor é um problema na bebida. E o café tem de ser um bom companheiro, não um que vai atazanar nossa vida com seu jeito ruim…. Vamos experimentar uma outra xícara, então?ENSEI NETO é Músico, Engenheiro Químico com Especialização em Tecnologia de Alimentos e Marketing, consultor especialista em Gestão Sensorial e autor do blog The Coffee Traveler


Bloody Mary Defumado

};?>

bloody_mary_defumado_semmedida_larissa_januario9

Não trabalhamos com vodca, a não ser é claro, no Bloody Mary. Um drinque que tem nome de rainha (Mary Tudor), eternizado no cinema e que, aqui no Sem Medida, já virou até sopa. Agora, aparece numa versão desaforadamente defumada, que serve quase de entrada pro jantar depois de um dia duro de trabalho. E talvez por isso tenha me conquistado. Vamos à receita caseira do coquetel.

bloody_mary_defumado_semmedida_larissa_januario8

Ingredientes (para dois drinques)
4 tomates maduros e firmes para o suco defumado
4 dashes de molho inglês (Dash é uma medida usada em coquetelaria e que se assemelha ao fio, usado com azeite)
2 dashe de molho de pimenta
2 pitadas de sal
2 pitadas de pimenta-do-reino moída na hora
2 dashes de suco de limão puro
50ml de vodca
2 talos de aipo (não usei)

Preparo

bloody_mary_defumado_semmedida_larissa_januario11
Comece tostando os tomates na boca do fogão até ficarem com a pele bem preta. Coloque-os em um pote e tampe para abafar. Quando esfriar, r
etire toda a pele e bata no liquidificador. Os tomates soltarão um caldo vermelho escuro no fundo do pote, coe esse caldo e use, ele reforçará  sabor defumado.

bloody_mary_defumado_semmedida_larissa_januario12 Reserve o suco e comece a montar o drinque. Em um copo longo com gelo coloque 1 dashe de molho inglês e 1 de molho de pimenta. Encha o copo até pouco mais que a metade de suco de tomate. Acrescente 1 dashe de suco de limão. Coloque a vodca, tempere com sal e pimenta-do-reino e mexa bem. Eu troquei o salsão por brotos de manjericão. Ficou ótimo.
bloody_mary_defumado_semmedida_larissa_januario10


Granola com Melaço de Cana e Limão

};?>

granola

As sementes e as oleaginosas são muito nutritivas e um importante complemento para as dietas vegetarianas. São ricas em minerais como cálcio, ferro e fósforo, além de conterem muitas vitaminas e proteínas. Veja o quadro:

 

Nossa receita de hoje é tão simples que vai ficar fácil incluir as sementes e oleaginosas no dia-a-dia.

Ingredientes:
8 colheres de sopa de melaço de cana
1 limão Taiti
2 colheres de sopa de óleo de girassol
2 xic de aveia em flocos grandes
½ xic de gergelim
½ xic de castanha-do-pará picada
½ xic de semente de girassol crua
½ xic de castanha de caju sem sal torrada e picada
½ xic de linhaça dourada
1 xic de frutas secas de sua preferência (aqui usei uva passa branca e cranberry)

Modo de fazer:
Em uma assadeira coloque o óleo, o melaço e o limão e aqueça no fogão. Junte as sementes e misture tudo, incorporando a calda a todos os ingredientes.
Leve ao forno pré-aquecido a 180ºC por 20 minutos, virando na metade do tempo. Coloque as frutas secas e asse por mais 6 min. Retire da assadeira e coloque em um vidro hermético.

*Marina Kawata é jornalista e especializada em gestão de empresas, mas é na cozinha que encontrou sua paixão. É vegetariana e acredita que a alimentação saudável é a chave para a saúde, desde que a comida seja gostosa!


Agenda: aula de hambúrguer, menu novo no Aizomê e comida coreana no Bom Retiro. Veja os eventos da semana

};?>

 

 

 

chez

Chez futebol clube
O Chez Oscar oferece pacote para os jogos do Brasil com open bar + comidinhas, mediante reserva com pagamento antecipado. O valor é de R$ 120 por pessoa. A reserva pode ser feita por email infos@chez.com.br e o pagamento por depósito ou presencialmente no restaurante. O menu de antepastos inclui: conserva de berinjela e abobrinha, queijo coalho no azeite com orégano fresco, corações de alcachofra, azeitonas e pimentão vermelho marinados, queijo de cabra, sardela e cesta de pães quentinhos. na mesa são servidos: polenta frita, croquete de jamon, pipoca, frango a passarinho e bolinho de carne. Para beber: cerveja Stella Artois, caipirinhas e drinks de vodka Ketel One, gin Tanqueray e cachaça Yaguara; whisky Black Label, água, refrigerante e café Illy.

Chez Oscar
Rua Oscar Freire, 1128 – Cerqueira César – São Paulo – SP
Tel.: (11) 3081 2966

+++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

burguer_cheddar_larissa_januario_semmedida7Aulas da semana na Feed
Para quem estava perguntando sobre as aulas na Feed essa semana o calendário está bombando. Além de desvendar a cozinha prática do dia a dia com a chef Paula Tanaka, o cronograma conta com as dicas dos chefs Manoela Lebrón e Igor Martins, do Marinada; os hambúrgueres do Sem Medida com Larissa Januário e Gustavo Rigueiral, do Chef à Porter, e uma aula inédita sobre carnes curadas com o chef Leo Gonçalves, do Quero ser Cozinheiro. As vagas são limitadas, corra para garantir a sua! Inscrições por telefone na loja.

Feed
Tel.: 11 5627-4700
Rua Dr. Mário Ferraz, 547 – Itaim Bibi – São Paulo – SP
http://www.feed.com.br/aulas/

aulas_feed

+++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

capa livro pauloSócio do Le Jazz lança o livro Viagem Gastronômica
Paulo Farkas Bitelman, sócio do restaurante Le Jazz, lança o livro Viagem Gastronômica à França, escrito com a professora francesa Odile Grand-Clément,  no dia 24/06, na Livraria da Vila. A partir das 18h30 haverá sessão de autógrafos com o autor e coquetel temático ao som do grupo de jazz Les Jacobins na unidade da Fradique Coutinho. O livro leva o leitor a um passeio pela França, sua gastronomia e atrações turísticas imperdíveis. Odile, que é francesa, e Paulo, brasileiro, usam seus olhares e experiência para destacar os mais importantes alimentos e bebidas de cada região da França, além de montarem tabelas comparativas de pães, queijos e vinhos e oferecerem um apanhado histórico da culinária francesa desde o começo dos tempos. Um livro imperdível para quem gosta de comer, beber e viajar. Preço: R$ 49,90.

Viagem Gastronômica à França
De: Odile Grand-Clément e Paulo Farkas Bitelman
Editora: Alaúde
Número de páginas: 288

Livraria da Vila
Rua Fradique Coutinho, 915 – Vila Madalena – SP.
www.livrariadavila.com.br

+++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

Viola, Patrícia Bertolucci e Luciana Rocha no Sesc Pinheiros
Em total clima de copa do Mundo, o Sesc Pinheiros encerra, no dia 24/06, terça-feira, às 19h30, o projeto Copa e Cozinha. Neste último encontro, a nutricionista Patrícia Bertolucci – que acompanhou a Seleção Brasileira de Futebol na Copa do Mundo de 1994, nos Estados Unidos – e o jogador Viola (Paulo Sérgio Rosa), que integrou a seleção tetracampeã, falam sobre “A Alimentação e a Prática Esportiva”. O encontro pretende discutir as preferências alimentares, o efeito e a importância da dieta adequada para a prática esportiva. Participa ainda do encontro a chef Luciana Rocha, que trabalha com alimentação funcional. Ela vai preparar receitas adequadas àqueles que praticam atividades físicas, como Quiche de Espinafre com Salada Verde, Miga Integral com Mussarela sem Lactose e Pasta de Ervas Finas e Mix de Comidinhas Funcionais. Inscrições na Central de Atendimento (vagas limitadas): R$ 40,00 (inteira), R$ 20,00 (usuário inscrito no Sesc e dependentes, +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino) e R$ 8,00 (comerciários e trabalhadores em empresas do comércio de bens, serviços e turismo).

Sesc Pinheiros – Foyer do Teatro Paulo Autran
Rua Paes Leme, 195
Tel.: 11 3095.9400.

+++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

10387345_10152471402039869_7343643915457878529_nCerveja pra quem gosta de vinho
Pra você que é amante de vinho e acha que cerveja é sem graça, aqui está uma boa chance para acabar com seu preconceito.A beer sommeliere  Carolina Oda vai dar uma aula no dia 25/06, no CICLO DAS VINHAS – ESCOLA DO VINHO. Na degustação guiada a especialista apresentará rótulos especiais para paladares vínicos. Inscrições R$185, contato@alexandracorvo.com.br.

Ciclo das Vinhas
Rua Maria Figueiredo, 305 – Paraíso
Tel.: 11 3284-3626 

+++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

601667_545158598879922_527174632_nFestival K-Food: comida coreana no Bom Retiro
Acontece em São Paulo no 26/06, das 13h às 16h, o Festival K Food de comida coreana. A festa será no Bom Retiro, o bairro mais coreano da cidade. Na programação, mais de 20 barracas de comidas típicas e bebidas, além de atrações culturais. No cardápio pratos apimentados e fermentados bem tradicionais da gastronomia coreana. Como Kimchi, uma rica e picante conserva de vegetais fermentados, considerado um Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO, e o Bulgogui feito de carne bovina marinada no molho de soja, açúcar e pimenta do reino, acompanhando de legumes. Entrada gratuita.

Festival de K-FOOD
Rua Salvador Leme, Bom Retiro, São Paulo – SP

+++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

OLYMPUS DIGITAL CAMERACafés especiais na Casa Santa Luzia
Começa no dia 23/06, a 10ª edição do evento Cafés Especiais da Casa Santa Luzia.  Até o dia a casa oferece uma série de degustações, ofertas e uma palestra gratuita. O balcão de café no mezanino do empório conta com mais de 48 tipos de cafés e grande parte deles poderá ser conhecido durante o evento.  Além de degustar, os clientes poderão participar da palestra Qualidade na xícara, na quarta-feira, dia 02/07, às 15h, ministrada por Rafael Godoy, coordenador e instrutor do Centro de Preparação de Café do Sindicafé de São Paulo. A palestra é gratuita e tem vagas são limitadas, as inscrições podem ser feitas a partir do dia 23 de junho, pessoalmente na Casa, pelo site www.santaluzia.com.br ou pelo telefone 3897 – 5000 (ramal 5081). A programação completa pode ser vista no site da Casa Santa Luzia. http://www.santaluzia.com.br/content.aspx?iddept=208&idContent=318&idContent2=170620142

Casa Santa Luzia
Alameda Lorena, 1471
Tel.: (11) 3897-5000
www.santaluzia.com.br

+++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

14070185593_d218511ff6_hAizomê lança menu degustação de inverno
Assim como ocorre no Japão, o restaurante Aizomê busca usar os ingredientes da estação. Para este inverno os chefs Shin Koike e Telma Shiraishi prepararam um menu degustação com pratos que variam diariamente. Destaque para os mariscos brancos ao vapor com saquê, shoyu e manteiga de alho e shiso; o roulade de pargo e lagostim ao yuzu ankake (uma cauda de lagostim envolta em filé de pargo ao vapor, servida com cogumelos e legumes da estação e molho à base de dashi e o kanten do mar (gelatina de algas, com ovas de ouriço e salmão, camarão e cogumelos, servido com molho cítrico ponzu). O menu completo sai por R$ 190 com otoshi (couvert), duas sugestões de entrada, sashimi, duas sugestões de pratos principais, sushis e sobremesa.

Aizonmê
Alameda Fernão Cardim, 39 – Jardim Paulista- São Paulo – SP