Cartagena para Vegetarianos e Veganos

};?>

San-Roque

Foto: Saint Roque Cafe, no bairro Getsemaní

Cartagena de Índias, na Colômbia, é uma cidade charmosa, destino de casais e também de mochileiros que buscam natureza, praias de água cristalinas e muito sol!

Por ser banhada pelo Caribe, Cartagena tem uma gastronomia baseada em peixes e frutos do mar e, na maioria dos restaurantes, a unica opção vegetariana é salada ou improvisos, como arroz com vegetais. Há também redes de sanduíches espalhadas por toda a cidade, onde sempre têm opções rápidas. Mas normalmente esses lugares não matam a curiosidade de quem quer provar novos sabores. Para o viajante vegetariano que curte comer e beber bem, aqui vai uma seleção, testada e aprovada, de cantinhos baratos que fui descobrindo nas minhas caminhadas em busca de comida gostosa!

Anacardos

Anacardos – Cocina Creativa
Com foco na cozinha saudável, Anacardos tem um vasto menu vegetariano, com pratos a la carte e executivos. O lugar é super aconchegante e tranquilo.
Recomendo provar o menu do dia que inclui sopa, suco e prato principal. Comi arroz de coco (típico da costa colombiana, hambúrguer de lentilha, salada, berinjela grelhada e hummus por 15.000 pesos (5 dólares +/-)
End.: Calle del Curato, #38-34 Centro

+++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

Saint Roque Café (primeira foto)
Localizado no bairro Getsemaní, fora dos muros da cidade, o holandês de mãe indonésia, Gerard Van der Haas abriu seu restaurante com a proposta de servir pratos que aprendeu com sua mãe. Comida indonésia com toque colombiano, picante, diferente e deliciosa! O ambiente é bem gostoso e intimista, à luz de velas e com um jazz de fundo.
O prato Gado Gado é vegetariano, composto por 6 vegetais, ovo, molho de amendoim e acompanhado por arroz de coco e uma Heineken. Preço 22.000 pesos (+/- 8 dólares).
End.: Calle Espíritu Santo 10c, #29-214 – Getsemaní

+++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

Ciocolatto

Ciocolatto Pop-Bar
Picolés artesanais 100% naturais e pra todos os gostos e restrições: veganos, com leite, iogurte ou adoçados com stevia para diabéticos. Nos sabores estão presentes os clássicos chocolate, amarena, pistache e também muitas opções colombianas, como as frutas lulo, níspero, limonada de coco e zapote. Cada picolé custa 5.000 pesos (2 dólares).
End.: Calle Del Arzobispado con esquina Calle de Ayos. Centro.

+++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

Crepes-&-Waffles-Terraza

La Terraza de Crepes & Waffles
É uma rede colombiana presente também em diversos países da America Latina. Com uma variedade imensa de crepes e sanduíches, no cardápio há boas opções para vegetarianos, com cogumelos, queijos diversos e vegetais. O menu de crepes doces vai muito além do Suzette, como por exemplo o Dulcineia, que vem com uma bola de sorvete envolta em massa, creme inglês, doce de leite (chamado de Arequipe na Colombia) e calda de abacaxi. O terraço tem o acesso um pouco escondido, mas com uma vista privilegiada de diversos pontos do Centro Histórico de Cartagena. Peça uma bebida e aprecie a paisagem da igreja e das torres, igrejas e da cúpula da Catedral de Cartagena que à noite fica iluminada.
End.: Terceiro piso do restaurante Crepes & Waffles. Calle San Pedro Claver com esquina Calle de la Amargura. – Centro.
+++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

Malagana

Malagana
Com um enxuto cardápio, o pequeno restaurante localizado em Getsemaní , o bairro dos hostels e reduto dos mochileiros da cidade, faz bonito com a única opção vegetariana disponível: a salada Malagna, que leva alface, espinafre, cogumelo paris empanado, tomatinho, pimentão assado, abacate, milho e redução de balsâmico. Uma salada que vale por uma refeição completa, por 18.500 pesos (+/- 6 dólares)
End.: Calle Tripita y Media, #31-55 – Getsemaní
+++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

Juan Valdez

Juan Valdez Café
A rede de cafés é um clássico colombiano e está espalhada por toda a cidade. São diversas opções de cafés e também de comidinhas pra acompanhar. Há um combo por 6.000 pesos (2 dólares), no qual escolhe-se entre café preto, (chamado de tinto na Colombia), café gelado (granizado) ou cappuccino e acompanha um palito de queijo com massa de croissant.

+++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

Comidas de rua
Uma ótima opção pra provar o que a Colômbia tem de mais típico:

patacón

Patacón
Panqueca feita com banana amassada e frita, normalmente servida com algum molho, como o hogao, semelhante ao nosso vinagrete. Uma delícia!

Arepas
É a tapioca colombiana. Feita de milho, ela é servida com manteiga e um queijo salgado que lembra o queijo coalho.

palenquera

Frutas colombianas
Em carrinhos de mão, barraquinhas ou vendidas por palenqueras (as simpáticas vendedoras que andam pelas ruas com seus vestidos coloridos e bacias na cabeça) as frutas típicas estão por todos os lados do centro histórico de Cartagena. Algumas com sabor semelhante às nossas, outras muito diferentes, mas recomendo provar toda a variedade que puder.
Níspero é uma fruta de casca semelhante ao kiwi, muito doce, lembra um pouco o caqui, mas mais seca. O mamão papaia é enorme, parece o nosso formosa e quase não tem sementes. O mamón, de casca verde e dura, é conhecido como a uva colombiana, vendida em cachos, mas lembra mais a nossa jabuticaba. Tomate del árbol é azedinho, mais usado para sucos.

+++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

Casa de suco

Casa de suco La Esquina Del Pan de Bono
Na Plaza de los Estudiantes, em frente ao Café Juan Valdez, há uma casa de sucos, ideal para provar sucos naturais das frutas colombianas.

+++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

BBC

Cervejas Colombianas
Prove pelo menos uma das cervejas da BBC – Bogota Beer Company, uma cervejaria pequena com menos de 1% do mercado nacional, que valoriza a produção artesanal.
http://bogotabeercompany.com/

E também a popular Club Colômbia, que têm 3 sabores: Dorada, Negra e Roja, sendo a Dorada (golden lager) minha favorita!

Agradecimentos: À minha irmã Ligia Kawata, que está morando na Colômbia, pela paciência nas caminhadas em busca de comida vegetariana e pela companhia que tornou toda a viagem tão especial!

À Lure City Guide por compartilhar as fotos dos restaurantes Saint Roque e Crepes & Waffles.
www.lurecityguide.com
https://www.facebook.com/LURECITYGUIDE/
https://www.instagram.com/lurecityguide/

*Marina Kawata é jornalista e especializada em gestão de empresas, mas é na cozinha que encontrou sua paixão. É vegetariana e acredita que a alimentação saudável é a solução para a saúde, desde que a comida seja gostosa!


Próxima aula: PEGA CRUSH

};?>

 

 

Urruuuuuuuuuuuuuu! Agora vai! Bóra aproveitar que ainda é de graça e tornar essa nossa vida sexual ativa. Ou mais.  Já que a econômica, pelo visto, só volta a agir em 2036 aqui no Brasa.

Essa aula é pra você que tá precisando de uma desculpa para atrair o crush para o seu covil e finalizar no tatame.

Ou pra você que tá tão abalado, mas tãaao abalado, com a situação políticaeconomicasocial do País, que nem com um parça firmeza em casa tá dando no couro no jeito.

Vem que eu te ajudo a voltar para a dança do acasalamento.

 

 

AULA DA SEMANA – 5  – Pega crush

Objetivo: Comidinhas para agarrar parceir@s fixos ou freelas sem pesar no estômago (ninguém merece namorar embuchado) e no bolso.
  
Data: 24/05, terça feira.
Horário: 20h as 22h30
Programação:
 
3 receitas fáceis e rápidas  
– Entradinha, prato principal e sobremesa
– Dicas de como escolher e comprar o ingredientes
– Demonstração do preparo
– Truques para que a comida não atrapalhe o encontro
– Degustação
Formato:
A aula é demonstrativa para no máximo 8 pessoas. Sendo que os alunos têm 100% de liberdade de perguntar e participar ativamente do processo. A intensão é que seja tudo muito descontraído e prazeroso.
Valor: R$ 100 por pessoa
Desconto: quem trouxer mais uma pessoa paga R$ 90 

 

 


Receita: vinagrete de rocoto

};?>

vinagrete_pimentao_larisssa_januario_semmedida

Para acompanhar eu fiz um vinagrete de cebola roxa, cebolinha, rocoto, uma pimenta peruana levemente adocicada, e limão.  E outro só de cebola roxa com salsa e limão, favoritos do Gus. A acidez dos vinagretes equilibra a gordura do tutano e faz a coisa toda ficar maravilhosa na boca.

 

 

tutano_burguer_larissa_januario_semmedida13 Aqui com a salsa verde sobre uma rodela de pão de miga tostado.

tutano_burguer_larissa_januario_semmedida

Aqui mais completão com o molho de rocoto, mostarda e chips de  batata doce que eu conto em outro post como fazer.


AGENDA DE AULAS: confira a programação

};?>

 

 

 

Conforme anunciei no início da semana, agora teremos aulas Sem Medida sob Medida para vocês! Agora já temos uma agenda a seguir.

Para a aula inaugural, eu deixei a escolha por conta do freguês e a maioria de vocês escolheu a:

AULA 2 – Como penso todo dia 

Objetivo: culinária de guerrilha com pratos fáceis, rápidos e que rendem desdobramentos para mais de uma refeição.
Data: 17/05, terça feira.
Horário: 20h as 22h30
Programação:
 
1 ingrediente 3 preparos 
– Dicas de como escolher e comprar o ingrediente
– Três formas diferentes e saborosas de usar um mesmo ingrediente básico no dia a adia.
– Técnicas práticas de congelamento
– Sugestões de acompanhamentos para uma refeição completa
Formato:
A aula é demonstrativa para no máximo 10 pessoas. Sendo que os alunos têm 100% de liberdade de perguntar e participar ativamente do processo. A intensão é que seja tudo muito descontraído e prazeroso.
Valor: R$ 100 por pessoa
Desconto: quem trouxer mais uma pessoa paga R$ 90
A segunda aula mais pedida foi:

AULA 5  – Pega crush

Objetivo: Comidinhas para agarrar paqueras sem pesar no estômago (ninguém merece namorar embuchado) e no bolso.
  
Data: 24/05, terça feira.
Horário: 20h as 22h30
Programação:
 
3 receitas fáceis e rápidas  
– Petisco, prato principal e sobremesa
– Dicas de como escolher e comprar o ingredientes
– Demonstração do preparo
– Truques para que a comida não atrapalhe o encontro
– Degustação
Formato:
A aula é demonstrativa para no máximo 10 pessoas. Sendo que os alunos têm 100% de liberdade de perguntar e participar ativamente do processo. A intensão é que seja tudo muito descontraído e prazeroso.
Valor: R$ 100 por pessoa
Desconto: quem trouxer mais uma pessoa paga R$ 90 

Inscrições:

email: semmedida@gmail.com
fone: 2385-7513
Forma de pagamento: Depósito em conta
Banco Itaú
Ag. 4073
C.C. 15309-2
Favorecido: Larissa Fabiano Januário da Silva – ME
CNPJ: 11.779465/0001-09

 Venha e nunca mais se sinta perdido na sua cozinha!!!

 


Fim de semana: as boas para comer e beber

};?>

 

Imagem

Brunch por R$ 49 por pessoa na Brunch Weekend

Café da manhã e almoço numa mesma refeição só é melhor se puder juntar um bom drinque. Pois é, isso é o brunch. Uma refeição que junto o melhor de dois mundos sem ter muito apego a hora de começar ou acabar. Por isso, nossas preces foram atendidas e a partir deste sábado, 07/05, acontece em São Paulo a primeira Brunch Wee. Até 29/05 o festival reúne 20 casas da cidade – entre restaurantes, bares, cafeterias, hamburguerias, pubs e pâtisseries – em torno desse momento que é uma celebração dos prazeres da vida. Para melhorar ainda mais, cada casa montou sua sugestão de brunch, à la carte, por R$ 49 por pessoa, incluindo uma taça de espumante Chandon ou um drinque típico de brunch feito com a bebida. Os participantes desta primeira edição são: A Pizza da Mooca, Befresh Restaurante, Bossa, BOS BBQ, Bra.do, Camden House, Cateto (unidade de Pinheiros), Chez MIS, Chez Oscar, Clos Restaurante, Feed Food, Frank & Charles, La Cucina Piemontese, Laundry Deluxe, Mercearia do Conde, Restrô, Ruaa, Sweetshop, Table e Tartuferia San Paolo. O festival ocorre sempre aos fins de semana de maio, das 11 às 17 horas (dependendo do horário de funcionamento de cada casa). De nada!

 

Curso de Introdução ao Universo das Cervejas Especiais_maio 2016.jpg

Exibindo DSC_0371 (1).jpgExibindo DSC_0371 (1).jpg

Curso novos para aprender sobre cerveja no ICB

Já estão abertas as inscrições para o curso de Introdução ao Universo das Cervejas Especiais do Instituto da Cerveja Brasil. As aulas começam hoje, 06/05 de maio e trazem informações e curiosidades gerais sobre o universo da cerveja. Tudo de forma leve, descontraída e, claro, com muita degustação. Para participar, as inscrições podem ser feitas no site www.institutodacerveja.com.br, e os participantes não precisam ter conhecimento prévio ou certificados. O investimento é de R$ 550 à vista no boleto ou no cartão de crédito. No total serão quatro encontros realizados nos dias 06/05, 13/05 e 20/05, e finalizados dia 03/06. As aulas acontecem no período da noite com duração de três horas cada. O objetivo é que ao final, o aluno se sinta confiante para selecionar de forma mais adequada a cerveja certa para cada ocasião. Ministrado pelos professores e mestres cervejeiros Luis Celso Jr., jornalista, Sommelier de Cervejas e Mestre em Estilos formado pelo Instituto da Cerveja, e Fernando Carvalho, engenheiro graduado pela Unicamp, gastrônomo formado pelo Senac, Sommelier de Cervejas e Mestre em Estilos pelo Instituto da Cerveja. O curso abordará os seguintes temas:

>História da Cerveja;
>Cervejas Mainstream x Cervejas Especiais;
>Técnicas de degustação de cervejas;
>Matérias-primas;
>Processo Produção;
>Famílias de Cervejas;
>Escolas alemã, anglo-saxônica, belga e americana;
>Curiosidades de mercado;
>Teoria introdutória à harmonização.

Instituto da Cerveja Brasil
Endereço: Avenida dos Carinás, 417
Telefone: (11) 5097 9497
https://www.institutodacerveja.com.br/
https://www.facebook.com/institutodacerveja/?fref=ts

 

Bamberg
Invasão alemã em Pinheiros

Hoje e amanhã (06/05 e 07/05) o bar Ambar realiza o lançamento da cerveja sazonal Maibaum, da cervejaria Bamberg. O rótulo consiste em uma bock clara e encorpada, com teor alcoólico de 6,5%. Para celebrar o lançamento, o bar servirá o Bamberger zwiebel, ou cebola de Bamberg, prato típico da taberna Scherlenkerla, que fica na cidade alemã. A porção leva cebola, carne suína, ovo e pão preto, fatias de bacon e é acompanhada de purê de batata e molho com cerveja defumada.
Além da Maibaum, a casa servirá outros oitos chopes da marca: Pilsen; Helles; Camila Camila; Munchen; Alt; Electra; Weizen e Sepultura Ale.

Ambar
Rua Cunha Gago, 129, Pinheiros, tel.(11) 3031-1274, São Paulo, SP

 

destaqueFilmePaulo

A vida de Paulo Martins vai virar documentário, mas você tem que ajudar

A vida de Paulo Martins vai virar documentário. O chef, “embaixador” da cozinha amazônica, foi o precursor do movimento que busca valorizar o regionalismo gastronômico brasileiro. Dirigido por Riccardo Rossi, italiano radicado no Brasil, o documentário narra a trajetória deste pioneiro da gastronomia brasileira por meio de um retorno histórico – vida, trabalho e ativismo – com a ajuda de personagens, histórias e depoimentos que resgatem a importância regional e nacional deste ícone.  O projeto foi aprovados pela Lei Rouanet há mais de um ano, mas infelizmente, ainda não captou. Por isso, os organizadores estão apostando em uma campanha de crowfunding, sistema de financiamento coletivo hospedado na plataforma Partio. A campanha encerra-se em 01/06. Vamos unir forças e ajudar a fazer esse movimento ganhar o Brasil?  Hashtags oficiais são: #PMaessencia #obrigadopaulo #bastiaodagastronomia #gastronomianocinema!

Crowdfunding: https://partio.com.br/projeto/a-essência/
Teaser: https://vimeo.com/144066720
Facebook: https://www.facebook.com/paulomartinsaessencia/
Instagram: @popfilmes.com.br