Bebidas

Café com a comadre: é verdade que a água queima o café?

Por Larissa Januário em: em: 30 de julho de 2014
Tags:

 

HHxicaradecafe_divulgacao

 

Essa semana no Café com a Comadre a dúvida é:  Já ouvi dizer que água muito quente “queima” o café? Isso é verdade?

 

*Ensei Neto responde. 

Oi, comadre!

Vamos ao dedim de prosa, então…
Você sabe que “gato escaldado tem medo de água fria”, não?
Mas, o que é que isso significa?
Pode-se dizer que esse ditado pode ser entendido como “nem tudo é o que parece ser”…
A fruta do cafeeiro tem normalmente duas sementes, que, depois de torradas e moídas, servirão para se preparar um gostoso café.
A torra das sementes é feita em equipamentos chamados de torradores, que são aquecidos por queimadores muito potentes. Como tem uma quantidade de óleo bem menor que o amendoim e o milho, por exemplo, a temperatura que a torra alcança é muito maior, podendo passar dos 200.C.
Um café bacana não precisa passar disso tudo, senão fica queimado e seus melhores sabores ficarão perdidos.
Veja só: o gosto de queimado é sinal que a torra foi muito além do que seria necessário!
E cá entre nós, o gosto de carvão é sempre ruim…
A torra é um processo cheio de reações químicas, que transformam as substâncias que estão em cada grãozinho em outras que poderão ser saboreadas em uma xícara. Se for bem conduzida, uau (!), os sabores e aromas podem ser simplesmente deliciosos!
A água para preparar uma boa xícara de café pode até ferver, quando atinge os 100.C, porém, ainda é muuuuito inferior aos quase 200.C da torra. Portanto, se alguém lhe disser que a água fervente queima o pó do café, simplesmente responda que 100 é muito menor que 200… ;)
Neste caso, “o pó escaldado não tem medo de água fervente!”
E qual é sua sugestão de gostosura para acompanhar nosso café?
++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++
bolo_mandioca_coco_melado_larissa_januario_semmedida14

ENSEI NETO é Músico, Engenheiro Químico com Especialização em Tecnologia de Alimentos e Marketing, consultor especialista em Gestão Sensorial e autor do blog The Coffee Traveler

 




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *