Se tem um ingrediente que já foi cantado aqui no Brasil é o tal do feijão. Só o Chico, o Buarque, já enfiou o bendito num sem números de composições. Tem até a ode à feijoada  que já passou por aqui no Sem Medida.  E não que ele tenha me perguntando, mas eu concordo. Gosto tanto de feijão que chega dói. Tô com o Chico inclusive na saudade que sinto do cozidinho quando fico longe.

Gosto de feijão de todo jeito. Preto, branco, rajado, bolinha, roxão, carioquinha. Gosto cozido, no mexido, na sopa, na salada, no tutu e no tropeiro. E claro, mais que tudo, na feijoada.  O melhor parceiro do arroz, a liga que conecta e dá sentido ao PF.  Além de untuoso,  é nutritivo. Pensa em quanto feijão você teve que comer pra ser considerado uma pessoa respeitável?

Pois é. Mas dei toda essa volta só pra compartilhar com vocês uma paixão: caldinhos de feijão. Um dos formatos mais queridos de comer o grão.  São saborosos e sensacionais para prevenir ou curar ressaca.  Nada mais oportuno nesse momento carnavalesco, já que feijão e samba flertam não é de hoje.  Por isso, faço  justiça ao verdadeiro rei do Carnaval e compartilho 3 receitas revigorantes de caldinho de feijão pra Momo nenhum botar defeito. Ah! De quebra, tem uma de fava, que pra mim, não passa de um feijão graúdo.

Caldinho de Feijão Preto com Bacon Crocante

 

Caldinho de Feijão Branco com Camarão Seco e Leite de Coco

 

Caldinho de Feijão Carioquinha com Cenoura

 

Caldinho de Fava Rajada com Músculo

 

Todos os caldinhos podem ser adaptados ao gosto do freguês. No de feijão preto, por exemplo, quem não come carne, basta tirar o bacon do preparo e acrescentar cebola. Para decorar use cebolinha verde ou farinha crocante de mandioca na manteiga.  A ideia é essa mesmo. Brincar de ser feliz e invetar.  Aqui no Sem Medida tem mais receitas de caldinhos cura ressaca como esse de frango e o próprio gazpacho.

 

 

 

Facebook Comments

Nas Categorias: Blog, Tecnicas de cozinha e ingredientes