Duvel_
Meu nome Fernando Bastos, sou Sommelier de Cervejas, Cervejeiro caseiro, pós-graduando em Tecnologia Cervejeira e Presidente da AcervA Goiana – Associação dos Cervejeiros Artesanais de Goiás 2010/2014. Minha paixão por cervejas especiais começou em uma viagem à Europa , onde tive contato com a diversidade de aromas e sabores até então desconhecidos. Deslumbrado com a experiência, veio a ideia de fazer cerveja em casa e trabalhar no ramo de cervejas especiais. Harmonizando pratos com cervejas especiais, ouso a dizer que podemos descobrir sabores nunca experimentados.  E a partir de agora vou compartilhar com você algumas das minhas descobertas aqui no Sem Medida.

Trarei sempre um rótulo combinado a uma das receitas da Larissa Januário pinçadas aqui do site. Vamos aos trabalhos:

Prato escolhido: Arroz de maniçoba (maniva) e frutos do mar .

arroz_manicoba_frutosdomar_semmedida_larissa_januario13

Cerveja: Duvel
País: Bégica
Cervejaria: Brouwerij Mootgat
Estilo: Belgian Golden Strong Ale
Teor alcoólico: 8,5%

Segundo a cervejaria, foi Van de Wouwer, um sapateiro e amigo de Abert, filho do fundador da cervejaria, que descreveu a cerveja como “nun echten duvel”, que em português significa algo como “que diabo de cerveja”, isso devido ao alto teor alcoólico.
Assim surgiu o nome da cerveja Duvel, que no idioma flamenco significa diabo.

Notas de degustação –
De coloração dourada intensa, espuma branca, densa e cremosa, essa cerveja apresenta notas frutadas, com toques cítricos e herbáceos.  O álcool é perceptível porém bem inserido, tornando uma cerveja complexa e equilibrada.

Por que harmoniza?

Para este rótulo escolhi um prato que possibilita uma harmonização por semelhança. Vejamos: a maniva, que é uma pasta escura obtida do cozimento da folha da mandioca brava, dará ao prato um herbal acentuado. O bacon e a linguicinha de porco completam a intensidade do prato. Para equilibrar essa intensidade, a mistura dos frutos do mar, complementam os sabores.

A Cerveja escolhida, harmoniza perfeitamente com o arroz de maniçoba e frutos do mar. Seu alto teor alcoólico se completa com a força da maniva, da linguicinha de porco e bacon. Ao mesmo tempo ela é uma cerveja bastante refrescante com notas cítricas e frutadas, que se identifica muito bem com os frutos do mar inseridos no prato.

Essa é uma experiência única, que infelizmente não poderei desfrutar, pois sou alérgico a frutos do mar. Então, chamem os amigos, ouçam uma boa música, desfrutem desse ótima combinação e depois me contem o que acharam da harmonização.

Instagram: falandosobrecerveja

Facebook Comments

Nas Categorias: Blog, Colunistas