Jornal

Día de los Muertos: a célebre festividade mexicana que acontece em torno da mesa farta

Por Larissa Januário em: em: 2 de novembro de 2012
Tags:,

La Catrina, a caveirinha mais popular do Dia dos Mortos (Wikimedia)

Em 2007 eu tive a oportunidade de conhecer a Cidade do México. Especificamente em novembro, quando acontece o feriado do Día de los Muertos (02/11). Talvez uma das mais importantes datas do país e com certeza uma das festas folclóricas mais bonitas do mundo.

Desde 2003, a UNESCO distinguiu a festividade indígena do Dia dos Mortos como Obra Mestra do Patrimônio Oral e Intangível da Humanidade:“… uma das representações mais relevantes do patrimônio vivo do México e do mundo, e como uma das expressões culturais mais antigas e de maior força entre os grupos indígenas do país”.

Uma das caveiras que davam sopa durante a minha visita

Um jeito diferente de ver a morte. A cidade se traveste em cores, alegria e apesar disso, reverência. Caveiras por toda parte, inclusive nos rostos das pessoas em maquiagens, flores amarelas torneando altares repletos de comidas e outras oferendas.  Tudo para homenagear os antepassados. Eles acreditam que nessa data os espíritos vem do outro mundo visitar os parentes. Só mais um traço de uma cultura que me conquistou. Eu amei o México por pura identificação e reconhecimento latino.

A descendência Asteca dá o tom da riqueza histórica cultural presente em toda parte. Numa cidade opressivamente semelhante a nossa São Paulo, mas que trata muito melhor sua memória (lá tem um dos maiores museus de antropologia do mundo). Daí também descende suas tradições, como essa do Dia dos Mortos, que depois do espanhóis foi um pouco catequizada. Mas sem perder la ternura.

 

La Catrina’ de José Guadalupe Posada, artista mexicano reconhecido por ilustrar 

Aqui também quero prestar minha homenagem à data e aos mexicanos. Com receitinha uma tanto vulgares (pela disseminação do tex-mex) diante da riqueza gastronômica local. C0mo o meu chili com carne (que tem quase mais variações que o estrogonofe) e a famigerada guacamole.

E finalizo com uma receita emprestada do restaurante La Mexicana. O Pan de Muerto: tradicional pão mexicano temperado com chá de flor de laranjeira e anis decorado com massa moldada em forma de ossos e polvilhado com açúcar. Macabro e doce.

 

Confira abaixo as receitas para comemorar o Dia dos Mortos

 

Receita de Chili de Carne

 

 

 

Receita de Guacamole

 

 

Receita de Pan de Muerto (Pão dos Mortos)

 

 




4 Comments

  1. Spark disse:

    Lets. Por falar em comida, e se for di gre1tis , a coisa vira uma lorcuua. Dia desses eu fui a um supermercado aqui da cidade, uma loja diferenciada da rede Pe3o de Ae7ucar. Onde falo em diferenciada digo que e9 cara para caramba. Uma loja que atende a um pfablico mais elitizado, os produtos se3o de primeiredssima qualidade, etc.Bem, em dado momento anunciam no sistema de som da loja que na padaria estavam distribuindo para degustae7e3o pedae7os de uma carne de sei le1 o que que seria o prato principal da ceia de natal que a loja iria vender.Bem, para se ter uma ide9ia, a fila do caixa que estava bem grandinha, simplesmente esvaziou, o povo foi todo para comer di gre1tis . E ne3o eram pe9s de chinelo ne3o. Era gente diferenciada socialmente e morta de fome culturalmente. E acredite se quiser, a fila chegou prf3ximo a rua. juro que me deu gana de comprar um lane7a chamas e torrar todos le1 dentro eita gentinha!!

  2. Abay disse:

    Xi, Fernando, esse estrato e9 bem peucailr. Sei bem como e9. Aqui em SP simplesmete ne3o vou ao Pe3o de Ae7facar, a ne3o ser qdo. quero algum produto especedfico de le1. Mas no litoral eu sou obrigada a frequentar. Ale9m de ter de passar pela experieancia de ver um monte de patty-putty de biquedni enfiado no traseiro em pleno estabelecimento comercial, experimenta ir le1 no finalze3o do feriado: este1 tudo desmoronado. Os coitados dos funcione1rios simplesmente ne3o de3o conta de arrumar a bagune7a.Esse lance de ne3o resistir a degustae7e3o e9 ate1vico: a criatura passou fome a vida inteira, ancestralmente falando, e agora precisa compensar.

  3. […] hoje para amanhã, no México (o meu Brasil lá fora) é comemorado o Día de los Muertos. Uma das festas mais lindas do mundo. Este ano, eu quis comemorar em grande estilo improvisando um […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *