Bebidas

Vinho Fácil: Guia Básico de Degustação

Por Larissa Januário em: em: 12 de maio de 2015
Tags:, ,

 

1245600_78621154

* por Jéssica Marinzeck

É muito comum entre os iniciantes no mundo do vinho as inúmeras dúvidas durante a análise da bebida. Afinal,  que estamos procurando? Bom, primeiro de tudo não deixemos a diversão de lado, pois não há nada pior do que tomar um delicioso vinho ao lado daquele enochato-mega-master!

Tecnicamente existem 3 passos a serem realizados em uma degustação: a análise visual, a análise olfativa e a gustativa do vinho. E hoje nós iremos falar brevemente sobre cada uma delas.

A análise visual de uma bebida é muito importante pois ela já nos fala bastante sobre aquele vinho principalmente no que se refere à idade dele. À  grosso modo, vinhos tintos ficam mais claros ao passar dos anos, ou seja, podem variar do roxo, passando pelo rubi e granada, até chegarem a uma tonalidade tipo cor de tijolo. Enquanto os brancos começam boa parte de suas vidas em tons mais palhas, puxando para o esverdeado até também evoluírem para um tom amarronzado.

Já a análise olfativa é sem sombra de dúvidas a mais importante, nela encontra-se 70% de tudo que iremos perceber nesse vinho. Antes de iniciar essa etapa, cheire a bebida antes de girá-la na taça, essa é a hora de percebemos alguns aromas primários, como os de frutas e flores. Depois, gire o vinho e perceba se houve alguma diferença, se os aromas encontram-se mais acentuados, ou se houve alguma novidade.

Quais frutas você consegue sentir com mais evidência? Frutas frescas? Cítricas? Vermelhas? Tropicais? Quais aromas florais estão presentes, se houver algum? Além disso, se for um vinho mais complexo, você conseguiu perceber alguma nota de especiaria como gengibre, cravo, pimenta? Aqui, é o momento de você usar o seu repertório para descobrir o que aquele vinho está te entregando. Não tenha medos nem receios, cada um possui uma memória e uma vivência completamente diferente do outro.

Bom, finalmente chegou a hora de provarmos esse vinho. Deixe a bebida espalhar por toda a sua boca e permaneça com ela por alguns segundos antes de engolir. É importante que você faça isso algumas vezes, pois é ai que você irá descobrir tantas outras características dessa bebida.

Primeiro de tudo: os aromas encontrados no nariz, correspondem aos sabores encontrados em boca? Existem outras coisinhas a mais? No caso dos vinhos tintos, também iremos analisar os taninos, aquela sensação de secura que alguns vinhos provocam. Podemos senti-lo na língua e no céu da boca. Quanto mais espaço esses taninos ocuparem, consequentemente maior o grau de tanino esse vinho possui.

A acidez é outro elemento importantíssimo no vinho e uma técnica infalível para avaliá-la é deixar a boca aberta alguns segundos depois que engolir a bebida. Quanto mais você salivar, mais acidez esse vinhos possui.

* Jéssica Marinzeck  “Sommelière Certificada pela Court of Master Sommeliers, na Europa e nível 3 na WSET de Londres. Comecei minha experiência com vinhos na Europa e hoje sou Coordenadora de Compras do site Evino. Sou criadora do ‘O Canal do Vinho’ no YouTube e lanço esse ano meu primeiro e-book o ‘Básico do Vinho’.”




2 Comments

  1. Ludmilla disse:

    Por que as descrições das uvas no Evino são em Inglês? Obrigada e parabéns pelo trabalho!!! Saúde e Sucesso!!!⚘

  2. Larissa Januário disse:

    Oi Ludmila, é porque a plataforma é americana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *