leites_vegetais

A vida vai acontecendo mais rápida do que o meu tempo para escrever e postar. A oficina de leites vegetais que fiz na Virada da Educação já aconteceu há algumas semanas, mas ainda vale contar aqui. Foi muito interessante mostrar para pais e crianças como o preparo desses leites é simples, muita gente nunca tinha ouvido falar, incluindo uma menina que tinha intolerância a lactose, pra quem o leite vegetal será de grande utilidade. Para preparar basta escolher a sua semente/ oleaginosa/ cereal / amêndoa / fruta, um liquidificador e um saquinho de voal ou peneira fina. No final do post coloquei um vídeo da chef Carina Müller explicando como fazer o saquinho de voal em casa. Muito fácil.

A vantagem desses leites é, além de substituir o derivado animal, incluir mais cálcio e fibras à dieta, e também mais diversidade de sabor. Eles não contêm colesterol nem lactose e são ricos em vitamina B.

O leite de vaca, além de não ser necessário para o ser humano, ainda pode fazer mal a quem tem intolerância a lactose ou problemas de digestão, prisão de ventre e intestino irritável.

O preparo da maioria deles é o mesmo: deixar de molho em água durante 8 horas, bater no liquidificador e coar. Todos eles precisam ser guardados em geladeira e devem ser consumidos em até dois dias.

Vou começar falando de um dos meus favoritos, o leite de castanha do Pará, ou castanha do Brasil. Ele tem um sabor suave e eu gosto de bater tudo junto com tâmaras secas para adoçar.

Leite de castanha do Brasil
Ingredientes
1 xícara de chá de castanha do Brasil
4 tâmaras secas
1 litro de água

Lave as castanhas e deixe de molho na água por 8h juntamente com as tâmaras. Bata tudo no liquidificador e coe o líquido em um saquinho de voal.
Guarde em geladeira por até dois dias.

Leite de amêndoas
O mais comum de todos é o leite de amêndoas e também o que teve maior aceitação do publico da oficina. Ele tem sabor suave, um pouco adocicado e pode ser facilmente misturado a outros ingredientes. A desvantagem dele é que é um pouco caro. Um kg de amêndoa crua com casca custa em torno de 80,00 kg.

Ingredientes
1 xícara de chá de amêndoas (240ml)
3 xícaras de água

Lave as amêndoas e deixe de molho na água por 8h. Bata tudo no liquidificador e coe o líquido em um saquinho de voal.

Leite de gergelim
Ingredientes
1 xícara de chá de gergelim (240ml)
1 litro de água

Lave bem o gergelim e deixe de molho na água por 8h. Bata tudo no liquidificador e coe o líquido em um saquinho de voal.

Leite de linhaça
Ingredientes

1 xícara de chá de linhaça dourada (240ml)
2 litros de água

Lave a linhaça e deixe de molho em parte da água por 8h. Bata tudo no liquidificador adicione o restante da água e coe o líquido em um saquinho de voal.

A linhaça quando hidratada fica com uma consistência gelatinosa, o que dificulta um pouco o preparo. Este leite, na minha opinião, fica com sabor de vitamina de abacate.

Leite de amendoim
Ingredientes
1 xícara de chá de amendoim (240ml)
1 litro de água

Deixe os amendoins de molho na água por 8h. Bata tudo no liquidificador e coe o líquido em um saquinho de voal.

Leite de coco
Ingredientes

1 xícara de chá de coco ralado (240ml)
2 xícaras de chá de água morna

Sempre compro o coco já ralado na feira. Para o preparo deste leite não precisa deixar de molho, basta bater bem no liquidificador com a água morna e coar. Fica delicioso, não da nem pra comparar com o leite de coco industrializado.

Virada da Educação

Veja como fazer os saquinhos de voal

*Marina Kawata é jornalista e especializada em gestão de empresas, mas é na cozinha que encontrou sua paixão. É vegetariana e acredita que a alimentação saudável é a chave para a saúde, desde que a comida seja gostosa!

Facebook Comments

Nas Categorias: Blog, Colunistas, Receitas, Sem carne