Colunistas

Escondidinho de Berinjela e Queijo da Canastra

Por Marina Kawata em: em: 25 de agosto de 2014
Tags:, , , , , , ,

Escondidinho

Em casa nunca falta mandioca. Gosto de comprar daqueles vendedores que ficam com carrinhos pelas ruas, que já vendem elas descascadas. Cozinho na pressão e tá pronta! Meu filho gosta com manteiga, eu só coloco um pouco de sal marinho e faço uma refeição inteira só disso.

A mandioca é um tubérculo nativo do Brasil, responsável pela subsistência do nosso povo por vários motivos: é de fácil cultivo, barata, resiste a solos pobres e a períodos de seca, podendo ser plantada de norte a sul. Também é rica em cálcio, ferro, fósforo e potássio. Dela são feitos o polvilho, a tapioca e diversas farinhas. Por ser livre de glúten, ela é um curinga para celíacos e para as, cada vez mais comuns, dietas sem glúten. A mandioca contém dois tipos de carboidratos, a amilopectina e a amilose que, juntos, liberam glicose mais lentamente no corpo, o que evita picos de glicemia, sendo recomendada para diabéticos. Por este mesmo motivo, ela também se adequa ao crescente número de adeptos do estilo de vida fitness. Ou seja, ela agrada tradicionais e moderninhos. Mandioca não é mesmo sensacional?

Outro dia vi umas pessoas comendo Escondidinho e bateu uma vontade… fiquei pensando em um recheio que não fugisse muito do tradicional de carne de sol, pelo menos em aparência. Afinal a gente também come com os olhos. Só me ocorreu a berinjela com shoyu e gostei bastante do resultado.

Ingredientes:

– 100 g de queijo da Serra da Canastra ralado fino (pode usar outro queijo, como parmesão ou gruyère que também ficam bons em gratinados)
– 800g de mandioca descascada
– 50g de manteiga
– leite
– 2 berinjelas médias picadas em cubos pequenos
– 1 cebola picada em cubos pequenos
– 5 colheres de sopa de shoyu
– água do cozimento da mandioca
– sal e pimenta do reino moída na hora

Modo de Fazer

Cozinhe a mandioca na panela de pressão em água e sal e um fio de óleo por cerca de 30 minutos. Esprema a mandioca em um espremedor de batatas ou com um garfo. Coloque em uma panela com duas conchas da água do cozimento e um pouco de leite. Misture bem e adicione a manteiga, mexendo até que ela esteja toda derretida e incorporada ao purê.  Para um preparo vegano, substitua o leite e a manteiga por uma concha e meia a mais da água do cozimento da mandioca.

Refogue a cebola e a berinjela em um pouco de azeite, adicione o shoyu e corrija o sal, se necessário.

Unte um refratário com óleo e, com o purê ainda quente, coloque metade no fundo. Espalhe a berinjela e cubra com o restante do purê. Salpique o queijo ralado e leve ao forno para gratinar.

*Marina Kawata é jornalista e especializada em gestão de empresas, mas é na cozinha que encontrou sua paixão. É vegetariana e acredita que a alimentação saudável é a chave para a saúde, desde que a comida seja gostosa!




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *