Pratos Principais

Receita de estrogonofe de filé mignon

Por Larissa Januário em: em: 14 de novembro de 2011
Tags:, ,

Estrogonofe de Filé Mignon

Ingredientes
1kg de filé mignon cortado em tiras grossas
1 colher de chá de manteiga
1 cebola pequena picada em cubos
1 dente de alho (porque eu amo alho)
1 colher (sobremesa) de mostarda dijon
3 colheres (sopa) de molho de tomate
Pimenta-do-reino a gosto
Noz moscada a gosto
1 xícara (chá) de cogumelos paris frescos cortados em lâminas (se quiser use a conserva, mas eu prefiro o fresco)
150 ml de creme de leite fresco
Sal a gosto
30 ml de conhaque

Preparo

Comece pela carne. Eu gosto dela bem macia mal passada mesmo e mais gordinha por isso, uso pedaços maiores em vez de tiras finas. Deixe a frigideira  bem quente, coloque um fio de azeite e aos poucos vá salteando os pedacinhos de filé e flambando com o conhaque. Vai e deve pegar um cero fogo, isso vai garantir o sabor de tostado à carne. A ideia é só selar e dourar. Por isso, é importante não colocar tudo de uma vez a não ser que vocês esteja fazendo pouco. Se colocar muito ela vai cozinhar na própria água em vez de fritar. Vá com calma. Reserve a carne frita em outro recipiente. Faça a base do molho. Frite as cebolas e o alho até dourarem e depois refogue os cogumelos nessa base por uns 5 minutos. Coloque o molho de tomate,  o creme, a mostarda e tempere com pimenta, sal e noz moscada. Deixe reduzir até que o molho fique untuoso. Só depois disso, junte a carne que estava descansando e soltando seus sucos. Não despreze esse caldinho que escorrerá da carne e nele que mora o sabor. Misture tudo, experimente e, se for o caso,  acerte o tempero. Sirva com batatas fritas e arroz branco. Juro que é uma delícia.

 

Uma pitada de reportagem: Eternamente Estrogonofe: a história do nosso queridinho brega & chique

 




5 Comments

  1. Greice disse:

    Amora, dia desses tava a Carla Pernambuco do BS justamente passando a receita tradicional e contando muito por alto essa história (que a gente sempre ouviu falar) da origem do nosso amado strogonoff ou estrogonofe.
    Até aí tudo lindo. Só que de repente ela enquadrou o strogo entre as comidas “cafonas” da atualidade e eu quase morri. Porque ela não contextualizou, não disse nada do tipo “por ter se popularizado, por ter sido distorcido, derivado etc.” Ficou faltando um pouco mais de respeito e explicação, coisa que no seu blog você fez com muita propriedade. Isso só ratifica o quanto você é maravilhosa no que faz. Nós apaixonados por QUASE todas as versões de strogo agradecemos! CAFONA É O KCT, ahahahahah.

  2. […] sou a favor dos clássicos. Já fiz aqui estrogonofe, picadinho, bacalhau às natas, pudim de leite e galinhada. Todas receitas tradicionais que, se […]

  3. […] bem altos acompanhandos de molhos como poivre (pimenta verde) ou mostarda e para receitas como estrogonofe ou […]

  4. […] de tudo nessa vida. A partir do original de carne surgiu toda sorte de dissidência.  Há de frango, de galinha d’angola, de avestruz e de pato. Até proteína de soja é considerada uma opção para rechear o famigerado prato no lugar do […]

  5. […] a tradição, até porque esses pratos clássicos sempre aceitam  adaptações. Veja o caso do estrogonofe, do Boeuf Bourguignon e do Picadinho. A seguir o resultado dessa bagunça. Prometo que em breve […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *