Nesse lindo calor que anda fazendo em SP, nada mais justo do que apelar para receitas leves. É o caso do refrescante gazpacho, uma sopa fria espanhola que deve ter umas 78986 versões, mas todas com algo em comum: O pão. Tanto que segundo a Larousse da Gastronomia, o nome de origem árabe significa pão molhado, base dessa sopa nascida em Sevilha, na Andaluzia. Inicialmente levava apenas alho e azeite e era comida de resistência para as camadas mais pobres da população.

Com o tempo foi ganhando outros ingredientes. Com a descoberta da América no século XVI encontrou o tomate, ingrediente até então desconhecido dos europeus.  Hoje tem versões que levam anchova, pepinos, pimentões, vinagre, clara de ovos e até amêndoas. Há certamente na Espanha uma liberdade poética em se definir como gazpacho qualquer sopa à base de pão servida fria . Sempre fria. Minha versão leva tomate, pepino, pimentão, vinho branco, alho e claro, pão. Ingredientes
5 tomates maduros
3 pimentões pequenos, um de cada cor
1 pepino japonês
2 dentes de alho
1 pão francês(eu usei integral)
1 ramo de  tomilho
50ml de azeite de oliva
3 ramos de coentro
1 pitada de cominho
1 pitada de pimenta do reino
1 cebola (pode ser da roxa)
1 cálice de vinho branco seco de boa procedência
Água para cobrir

Preparo
Aqueça os pimentões colocando-os na chama do fogão até ficarem chamuscados, assim a casca se soltará com facilidade. Retire as sementes de cada um deles e corte em pedaços médios. Descasque também os tomates desse mesma forma, retire as sementes e corte em pedaços. Também vale retirar a casca do pepino, um do acusados de causar indigestão. Depois corte a cebola, o alho e o pão. Junte todos os ingredientes em uma vasilha, inclusive o vinho e os temperos. Cubra com água.   Deixe descansar por uma noite, ou pelo menos, meio período na geladeira. Bata tudo no liquidificador, acerte o tempero e sirva frio.

 

Facebook Comments

Nas Categorias: Receitas, Sopas