Pratos Principais

Receita: ceviche de caju com corvina

Por Larissa Januário em: em: 12 de setembro de 2016
Tags:,

ceviche_jantar_secreto_larissa_januario_peq

O ceviche é um prato que não precisa saber cozinhar para preparar. Não precisa nem ter fogão, veja. Ou seja, se você conseguir administrar uma faca ou arrumar alguém que pique tudo, você terá um ceviche.

Para esse, com corvina e caju, você não precisa nem de muito dinheiro. Uns 20 pilas dá pra fazer ceviche para 2 pessoas comerem a lot.

A curvina é um peixe delicioso e barato. Eu paguei 10 pila no quilo na feira. Peça o peixeiro para preparar filés e, se tiver intimidade com ele (essa é uma excelente pessoa para se ter intimidade na sua vida), já peça pra cortar em cubos ceviche style. Diga que na sua casa não tem faca boa, faça um charme, um drama. Por último, ofereça propina. Mas vai dar uma encarecida no prato e pode pegar meio mal se o cara for do tipo honestão.

Passe na barraca ao lado e pegue 1 cebola roxa e um maço de coentro (não, salsinha não dá na mesma).

Isto posto, pronto, vá pra casa, qualquer casa que tenha limão. Aliás, se não tiver limão na sua casa, mude de casa. Todo mundo TEM QUE ter limão em casa.

Em casa, você vai:

1 – picar o peixe em cubos de 1 cm2 , caso o peixeiro não aceite propina.

2 – picar o caju em cubos do mesmo tamanho do peixe.

3 – picar a cebola em lâminas o mais finas possível e colocar de molho na água gelada.

4 – picar o coentro. SIM! Tem que ter coentro no ceviche. Quero ver você ir la no La Mar, no Peru, pagar de foodie e ficar de frescura porque tem coentro no ceviche. Aceita o coentro no seu coração, ele vai operar milagres de sabor na sua vida.

5 – Temperar o peixe com sal e 1 colher de café de pimenta dedo de moça beeem picadinha (se for sensível tire as sementes) e juntar 4 pedras de gelo. Por quê? Além de manter seu ceviche deliciosamente geladinho vai ajudar a dar uma cozinhada no peixe.

6 – Escorrer a cebola, juntar tudo, tempere  com sal e suco de limão suficiente para gerar um caldinho.

7 – Deixar marinando por uns 10 minutos até o peixe mudar de cor, ficando meio esbranquiçado.

8 –  Servir com mandioca, batata, ou batata doce cozida.

9 – Ou comer puro mesmo. Sozinho, escondido em baixo da cama para não ter que dividir com ninguém. É o que eu faria.




2 Comments

  1. Denise Araujo Borges disse:

    Olá! Boa Tarde,

    Não consumo nada de origem animal, tenho dificuldade em fazer pratos mais elaborados, por não ter muitas opções como verduras do dia-dia, como o Jiló, uma abóbora, achei interessante o caju, como substituir a carne de frango, uma carne ou mesmo o peixe.

    Mas valeu! Amei, como o prato com o caju, vou tentar fazer, pois parece difícil de ser ver aqui na capital.
    Se puder me envie umas receitas práticas e saborosas.

    Abs

    Denise

  2. Larissa Januário disse:

    Olá Denise,
    nos temos muitos pratos vegetarianos aqui no Sem Medida.
    Tem até uma categoria chamada Sem Carne.
    Dá uma olhada.
    Espero que ajude.
    abraços,
    Larissa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *