Festas

Receita: Mole Poblano com Frango para o Día de los Muertos

Por Larissa Januário em: em: 1 de novembro de 2013
Tags:, ,

De hoje para amanhã, no México (o meu Brasil lá fora) é comemorado o Día de los Muertos. Uma das festas mais lindas do mundo para mim e para a Unesco. Este ano, eu quis comemorar em grande estilo improvisando um riquíssimo Mole Negro (conheça o prato na Pitada de Reportagem no fim do post).

O improviso se deve ao fato de eu não ter conseguido todos os ingredientes do molho original. Mas esta é justamente a beleza. Como o Mole leva mais de 20 ingredientes e tem um sem números de receitas diferentes (cada família mexicana tem seu mole particular), há uma liberdade poética em preparar tal delícia.

Não existem proporções certas e alguns ingredientes podem omitir-se ou variar em proporção. Apesar de ser um prato com um elevado número de itens fortes e muito condimentado, se bem preparado não é pesado. Com vocês o  meu Mole Negro:

 

 

Receita: Mole Poblano com Frango 

 

Ingredientes (para 6 pessoas)
1 frango de cerca de 2kg
2 cebolas descascadas picadas
8 dentes de alho descascados e cortados ao meio
1 colher de chá de sal
1/4 de xícara de chá de azeite
1 pimentão se semente picado
1 pimenta jalapeño
3 guajillo chili – pimenta seca mexicana (usei dedo-de-moça porque não achei da outra)
2 colheres de sopa de amêndoas fatiadas
2 colheres de sopa de sementes de gergelim
2 colheres de sopa de amendoim torrado
2 colheres de sopa de sementes de abóbora (pepitas)
2 colheres de sopa de nozes (usei castanha do pará)
1 colher de sopa de semente de coentro
1 colher de sopa de cravo da índia
500 g de tomate (usei pelado em lata)
1/2 xícara de chá de uvas passas
1 anis estrelado
1 pau de canela
3 unidades de zimbro
1 colher de sopa de pimenta-do-reino
1 barra de chocolate amargo picado (aproximadamente 250g)
1 colher de sopa de açúcar mascavo

Preparo 

Como eu só uso frango inteiro por motivos pessoais, tive que cortá-lo. Mas você pode comprar já cortado. Tempere o frango com metade do sal e leve à panela (eu fiz na pressão) com metade da cebola e do alho, cubra com água e deixe ferver até que o frango esteja cozido (macio), cerca de 30 minutos.

Na pressão, isso acontecerá em 15 minutos.  Retire o frango, reserve e coe a água do cozimento para usar no molho.

Toste as amêndoas, a castanha do pará, o amendoim, as sementes de gergelim e sementes de abóbora. Reserve.

Em um pilão ou amofariz, macere as especiarias (menos a canela): a pimenta-do-reino, a semente de coentro, o zimbro e o cravo. Reserve.

Aqueça o azeite em uma panela em fogo médio. Refogue o restante da cebola, do alho, o pimentão e as pimentas picados  (coloque metade do sal) até que dourem bem. Junte uma concha do caldo do frango, pau de canela e deixe cozinhar até amolecer bem. Acrescente o tomate, um copo de água e deixe cozinhar até que fique um molho grosso. Nesse momento você pode bater o molho no liquidificador ou com o mixer e coar em uma peneira. Eu preferi o molho mais rústico por isso, já coloquei amêndoas e sementes torradas direto no molho.

Coloque as uvas passas, o açúcar mascavo, o chocolate  e mexa bem até derrete-lo.  O molho ficará bem grosso, vá colocando mais caldo do frango para diluir, mas sem deixar muito ralo. Deixe cozinhar por pelo menos 1 hora ou mais, para que os ingredientes se integrem bem.

Retire o pau da canela e bata com o mixer ou no liquidificador. Bata bem, até que o molho fique uniforme. Se tiver dificuldade para bater por estar muito grosso, coloque mais caldo. Experimente o molho, deve estar com pouco sal. Acerte a seu gosto, mas sempre colocando aos pouquinhos.

Junte esse molho ao frango e sirva. Os mexicanos comem com tamale ou com tortillas de milho. Mas vale ser acompanhado de arroz branco ou, como eu fiz, com cuscuz nordestino de flocão de milho.  Monte uma mesa florida no estilo mexicano com um boa tequila para homenagear seus antepassado!

Uma pitada de reportagem: Mole, o prato mais querido do México

 




4 Comments

  1. Estefania Aquila disse:

    Adorei, o Mexico é minha segunda pátria. Amos seu povo, sua cultura e sua comida. Vou tentar fazer a receita.
    Agradecida

  2. Larissa Januário disse:

    Faça sim. Essa é uma versão meio genérica, mas fica bem boa!
    Bjos

  3. zito disse:

    pimenta da jamaica ou síria não é zimbro.

  4. Larissa Januário disse:

    corrigido, obrigada!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *