Receitas

Receita: ricota cremosa a jato

Por Larissa Januário em: em: 5 de outubro de 2016
Tags:, ,

 

ricota_julio_cersar_soares_semmedida14

Ricota, ou ricotta, em italiano. Algo como re-cozido, ou cozido duas vezes. A ricota é nada mais que um subproduto resultante da produção de queijo que os italianos sabidamente aproveitam desde a Idade do Bronze. Simples assim. E agora eu vou te alforriar para todo sempre dos grilhões da ricota ressecada e sem gosto das geladeiras do supermercado do bairro. Sim, você pode e vai fazer sua ricotinha do amor. Vem comigo!

Mas antes um pouco de informação, porque nem só comida se alimenta o leitor do Sem Medida. Tem que fazer bonito na rodinha foodie também. Toma essa merenda:

1 – RICOTA NÃO É QUEIJO: Justamente por ser feita a partir do soro drenado na fabricação do queijo, como o requeijão, que a ricota não é considerada queijo. Visse? Mas nem por isso precisamos desprezar essa belezura. Principalmente quando ela é cremosa,  fresca e feita por você.

2 – LEITE TALHADO SEM DRAMA: No preparo original da ricota, o soro é aquecido até ferver com adição de algum elemento ácido (vinagre ou sumo de limão). Tudo isso para incentivar a coagulação, no populacho o famoso talhar. No tempo que leite era leite e vinha da vaca e não caixa esterilizada, esse momento era um drama familiar de desperdício. Na minha casa, mamis fazia um doce de leite talhado que é de chorar de saudade.

3 – PROTEÍNA DO AMOR: Talhar significa apenas que a proteína do leite se separou do líquido formando aquela massinha sólida boiando na água amarelada. Essa massinha magya, também chamada de coalho, é tipo um demi queijo. Bem a grosso modo, é dela que partem todas as maravilhosidades queijísticas que conhecemos e amamos.

4 – QUALQUER LEITE: até o leite mais surrado pela indústria é capaz de gerar ricota. De saquinho, de caixinha, de vidro vintage, de amêndoas e castanhas hipster.

Mas em casa, na minha e na sua, nós faremos a ricotinha básica da independência. Um processo bem atalhado de produção caseira de ricotas suculentas e cremosas salve salve, SEM PRECISAR partir do soro do leite que sobra do queijo porque:

1 – NÃO FAZEMOS QUEIJO EM CASA: ainda não cheguei no modo Jedi da minha existência culinária que significa produzir meu próprio queijo em casa.

2 – TEMOS PREGUIÇA: é mais fácil e rápido fazer a ricota em casa a partir do leite integral

3 – SOMOS PROBRES: com o leite rende mais ricota e gasta menos gás

Vem gente!

Comece colocando 1 litro de leite integral na panela para ferver com uma pitada de sal.

ricota_julio_cersar_soares_semmedida2

Quando começar a ferver esprema 1/2 limão no leite, sem sementes.

ricota_julio_cersar_soares_semmedida

O leite vai talhar em pouco tempo. Mantenha o fogo ligado, mas agora mais brando.

ricota_julio_cersar_soares_semmedida3

Quando ferver novamente desligue.

ricota_julio_cersar_soares_semmedida16

Forre uma peneira com um pano limpo e fino e coe para separar o sólido do líquido do leite que a essa altura já deve estar bem coagulado.  Salve o soro pois ele é útil em marinadas de carne e frango, sério, em breve ensino aqui.

ricota_julio_cersar_soares_semmedida9

Quanto mais tempo você deixar drenando mais sequinha ficará a sua ricota.

ricota_julio_cersar_soares_semmedida10

ricota_julio_cersar_soares_semmedida11Coloque essa massa de queijo em um recipiente. Eu quis deixar bem em foma de queijinho. Por isso usei esse ramequim.

ricota_julio_cersar_soares_semmedida12

Mas pode ser qualquer recipiente. Ideal que seja de vidro e com tampa para guardar na geladeira e ir consumindo aos poucos.

ricota_julio_cersar_soares_semmedida13
Olha que lindeza de queijinho falsiane você pode fazer?!
ricota_julio_cersar_soares_semmedida15

Para uma versão cremosíssima você pode:

1 – ACRESCENTAR GORDURA: acrescentar umas duas colheres de creme de leite fresco a massa final antes de transferir para o recipiente em que vai armazená-la. Desse jeito é mais difícil de errar rende mais pois o creme dá mais corpo à massa final.

2 – ACRESCENTAR MAIS GORDURA: acrescentar 1/2 xícara de creme de leite fresco ao leite lá no começo, antes da fervura. Desse jeito fica cremosa, mas mantém a leveza, mas pode demorar mais mais para coagular e separar o soro.
ricota_julio_cersar_soares_semmedida14

De todo jeito, essa será a melhor ricota da sua vida. Fresca, boa de comer morninha assim que ficar pronta, na torrada, no pão, no crostini.

Ou para compor molhos, recheios de massas e hidratar as mãos. Ainda mais se você conseguir um glorioso leite de cabra! #brinks. Vamos só comer que é o que faz mais sentido mesmo. ;-)

Em breve eu publico aqui o gnud, um nhoque (obviamente falsiane) de ricota, ridículo de fácil. Ideal pro povo anti-glúten.

ricota_semmedida_larissa_januario_peq




8 Comments

  1. Iara Pimentel Vieira disse:

    A receita parece ótima
    Vou experimentar !

  2. Larissa Januário disse:

    Essa receita é tudo!!! Depois me conta como ficou!
    bj

  3. Ió Rebouças disse:

    Vou fazer a ricota!

  4. Larissa Januário disse:

    faça sempre! ;-)

  5. Dayana disse:

    Rsrs gostei muito da escrita do texto das receitas; tentar fazer também

  6. JEANETE GOMES DE ALBUQUERQUE disse:

    Acabei de fazer esta receita , uma boa só tive que colocar um pouco mais de suco do limão.

  7. Larissa Januário disse:

    Boa! A quantidade de limão pode variar mesmo.
    As vezes o leite demora mais pra talhar.
    ;-)

  8. Larissa Januário disse:

    Olá Dayana,
    Que bom que gostou!
    ;-)
    volte sempre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *