Hoje é comemorado o dia do macarrão e por isso, eu que amo massa, decidi falar disso a semana inteira.  Entre os posts que farei em torno do tema o primeiro é este da Fregola Sarda. Uma massa que conheci há alguns anos e me apaixonei, mas nunca tinha falado a respeito aqui. Até que recentemente a minha amiga Letícia Massula fez um post lindo com as amadas bolinhas lincando a Maria Capai com sua receita mágica também e me intimaram a postar também.

Aliás, preciso fazer uma adendo, essa receita eu dedico a Let, que está de aniver hoje (21/10) e ama salada, mais que macarrão. Querida, esta é uma singela a homenagem a você, mestra dos cortes impecáveis: Que suas facas nunca percam o fio!   

Voltando, nessa de pensar numa massa para comemorar o dia do macarrão, tropecei de novo na tal fregola sarda lá na Zona Cerealista. O preço pode assustar um pouco (média de preço é de 20, 25 reais) mas é compreensível pela  qualidade da massa e por ser rara e importada.

Considerando que a região de origem da massa é uma zona portuária onde o grande negócio gira em torno da pesca, nada mais óbvio que combiná-lo com frutos do mar.

Juntando a isso a minha vontade de comer siri cheguei nesta versão levinha da Fregola. Uma salada morna para tentar conquistar o sol que ainda está insipiente aqui na Paulinóia Delirante. Vamos à receita:

Receita: Salada de Fregola Sarda com Siri e Bolinho de Siri Catado

Ingredientes (para 2 pessoas)

Para a salada
1 xícara de chá de fregola sarda
1 xícara de chá de siri catado
2 tomates grandes
1 cebola roxa média
1 dente de alho
1 ramo de salsa
1/2 xícara de chá de azeite
1/2 xícara de chá de leite de coco (opcional)
1/2 colher de sobremesa de sal

Para o bolinho (8 bolinhos)
1 xícara de chá de siri catado
1/2 xícara de farinha de rosca
1 tomate picado em cubos
1/2 cebola roxa pequena picada cubos
1 dente de alho
1 ramo de salsa
1 pimenta dedo-de-moça
1 ovo
1/2 colher de sobremesa de sal
1/2 xícara de chá de azeite
Preparo

 

Faça um refogado com azeite, metade da cebola roxa cortada em cubos e o dente de alho, deixe murchar. Junte o siri e o tomate e deixe soltar a água.  Junte o cheiro verde.  Se quiser acrescente o leite de coco para dar textura. Vá para o bolinho.

Cozinhe a massa conforme a instrução na embalagem. Eu aqueci muita água numa panela grande com 1 colher de sopa de sal grosso. Deixe a massa por 15 minutos e escorri. Junte a fregola cozida ao refogado de siri. Até aqui você já tem uma receita que pode ser servida desse jeito. Uma salada morna. Mas como sobrou siri eu decidi complementar o parto com bolinhos dourados.

 

Escorra bem toda a água do siri (ainda mais se usar o congelado). Junte  cebola picadinha, a pimenta dedo-de-moça picada, o ovo, sal e a farinha de rosca. Misture bem. Ele vai virar uma pasta não muito firme. Por isso, você não vai fritar como uma bolinho normal.

Coloque um pouco de azeite em uma frigideira antiaderente só o suficiente para não grudar. Com as mãos faça bolinhos achatados com a massa de siri e leve à panela. A ideia é que eles fiquem rústicos mesmo. Deixe dourar virando com muito cuidado para não desmanchar. Sirva os bolinhos dourados sobre a salada morna de fregola. Ideal para acompanhar uma pilsen refrescante.

 

Para mais receita com macarrão acesse: Comemore o dia do macarrão com 10 diferentes receitas de massa

Facebook Comments

Nas Categorias: Pratos Principais, Receitas, Saladas