Para os argelinos, israelenses e outros povos do orinete médio, “Shakshuka”. Para os turcos, “Menemen”. Os italianos chamam de “uova in purgatorio” Já os Mexicanos preferem “huevos rancheros” e os franceses “oeufs de piperade”. Na minha casa, minha mãe sempre chamou de ovo pochê no molho de tomate.

E antes que me taquem pedras, eu tô ligada que cada um desses prepaparos tem suas particularidades. Temperos e complementos variam de um país pra outro, mas na essência todos se resumem a ovos, cozidos em um molho rico de tomates, pimentões e picância.

Shakshuka:
Tradicional do norte da África e de Israel. Significa “misturado” ou “sacudido” – uma referência à mistura de vegetais fritos no prato. Pode levar queijo feta, grão-de-bico e especiarias perfumadas do Oriente Médio como a canela e o cominho. Dependendo da fragrância, algumas dessas receitas parecem os tagines ricos ​​que são consumidos em Marrocos no jantar.

Menemen:
Prato tradicional turco que inclui ovos, tomate, pimentão verde, cebola, alho e especiarias, como pimenta preta e vermelha, sal e orégano. Também pode levar embutidos da charcutaria turca, como sucuk ou pastırma. É cozido com azeite ou óleo de girassol.  É comumente consumido no café da manhã e servido com pão, nesse caso não leva cebola.

Huevos Rancheros
Varia muito dependendo do cozinheiro. Ma geralmente tem uma tortilla como base, mas pode se diferencias do menemen e do shakshuka por ser servido com salsa (molho) cru e ovos  fritos em vez de cozidos no molho. também pode levar queijo, abacate, feijão, salada de milho doce, chouriço e inúmeras outras combinações.

Uova in purgatorio:
Para os italianos, os ovos no purgatório são um secondo piato simples e barato tradicionad da Campânia, também chamado de  “ova ‘mpriatorio” e “uova a zuppetell”. O nome deste prato refere-se às almas do purgatório que, na iconografia clássica, são representadas envoltas em chamas: nesta preparação, de fato, o branco dos ovos perde-se no vermelho do molho de tomate. A versão italiana é bem menos condimentada e picante que as demais.

Oeufs de piperade
O molho é quem dá o tom à versão francesa desse prato. O molho Pipérade é um prato do País Basco por excelência que combina  tomate, cebola, alho, pimenta e pimentões coloridos. Pode ou não levar os ovos, e estes podem inclusive ser mexidos e misturados ao molho.  Tudo depende de quem cozinha. Mas o pão jamais falta.

Geralmente escoltado com pães e servido logo cedo, para abrir os trabalhos. Que jeito delícia de começar o dia!
Tanto que postei no Instagram o passo a passo do xacxuca que fiz essa semana e geral pediu a receita. Como sou obediente, taca-lhe pau nessa merenda! Segura:

RECEITA
1 lata de tomate pelado
1/cebola roxa
3 dentes de alho
Ovos caipiras deliciosos
COENTRO #chorahaters
Páprica picante e defumada, peperoncino (pimenta moída italiana)
E como eu tava na fúria #mddcqfdc dei uma tunada com 400g de feijão cozido sem sal.
Comecei dourando o alho e meia cebola no azeite (tudo inteiro pq tava com preguiça de picar) numa frigideira. Entrei com o tomate e esmaguei por preguiça tb. Depois entrei com os temperos e por último com o feijão. Dexiei apurar por uns minutos (Se ficar grosso demais coloque água).
Coloque os ovos espassadamente e deixa que cozinhem até o ponto desejado. O meu é gema mole escorrendo. Para gema dura, tampe a panela.
Finaliza com uma chuva maravigreen de coentro, ecolhe um nome e me manda nudes desse foods!

Facebook Comments

Nas Categorias: Receitas, Sem carne