Arroz com Aspargo e Cogumelo

};?>

Arroz com Cogumelos e Aspargo4

*por Marina Kawata

Passeando pela feira no fim de semana, encontrei esses cogumelos lindos, salmão, chamado Hiratake.

cogumelo_salmao

Resolvi fazer um arroz nutritivo, como prato único, adicionando outras variedades de cogumelos, aspargos e salsinha.

Normalmente usados crus para decoração, os cogumelos salmão perdem um pouco a cor ao serem salteados, ainda assim mantêm-se bonitos no prato.  Seu sabor e textura lembram o shimeji branco, portanto, se não tiver a mesma sorte que eu de encontrá-los em alguma feira, pode substituir sem problemas.

arroz_mise_en_place

Ingredientes

2 xícaras de chá de arroz
1 cebola pequena picada
2 dentes de alho picados
100g de cogumelo salmão ou shimeji
100g de cogumelo shiitake
100g de cogumelo paris
1 maço de aspargos (apenas os floretes)
½ xícara de chá de vinho branco
3 xícaras de chá de água
Salsinha (apenas as folhas)
Azeite
Sal e pimenta do reino a gosto

Modo de fazer

Aqueça a água. Em outra panela, refogue a cebola em um pouco de azeite, adicione o alho e deixe fritar, mas não dourar. Junte o arroz e continue refogando. Adicione o vinho, aguarde até que e evapore e coloque a água quente e sal. Cozinhe em fogo baixo com a panela semi tampada.

Limpe os cogumelos com papel toalha, sem água. Corte os cogumelos paris em fatias, o shiitake em triângulos. Retire a base do cogumelo salmão e separe o leque.

Em uma frigideira funda, coloque azeite e os floretes de aspargos e salteie, até ficarem al dente. Adicione os cogumelos e salteie rapidamente (o cogumelo salmão perderá um pouco a cor).

Coloque o arroz e frite rapidamente. Acerte o sal, coloque a pimenta do reino e a salsinha e sirva.

*Marina Kawata é jornalista e especializada em gestão de empresas, mas é na cozinha que encontrou sua paixão. É vegetariana e acredita que a alimentação saudável é a chave para a saúde, desde que a comida seja gostosa!


Glossário: Mini Arroz

};?>

trilha_miniarroz_larissa_januario_semmedidaO Mini Arroz é um ingrediente genuinamente brasileiro, descoberto pelo produtor Francisco Ruzene, no Vale do Paraíba. É o menor grão de arroz do mercado, de aroma floral e delicado.  É ideal para ser preparado al dente ou em receitas de tradicionais à base de arroz como risotos e paellas. Disponível na versão integral e polido.

 


Salada de Grãos, Abobrinha e Broto de Feijão (ou comida boa pra marmita)

};?>

 

Vira e mexe eu levo marmita pro trabalho, mas como não sou fã de comida requentada essa salada de grãos é uma opção maravilha! Ela é nutritiva e fácil de preparar, além de ter muitas qualidades para uma boa marmita: não tem cheiro forte, não resseca e não perde o frescor por ter sido preparada horas antes. Prepare no dia anterior, espere esfriar, coloque num vidrinho com tampa e guarde na geladeira até a hora de ir trabalhar!
Não come marmita? Não tem problema, essa receita é boa pra comer em casa com a família, pra piquenique e, se for vegetariano, pra levar no churrasco e garantir não passarás fome outra vez. Enfim, é um prato versátil!
Ingredientes
60 g de arroz integral
30 g de cevadinha
50 g de trigo em grão
40 g de arroz vermelho
1 abobrinha picada em cubos pequenos
1 cebola picada em cubos pequenos
½ pacote de moyashi (broto de feijão) branqueado*
Azeite
¼ colher de chá de cominho
¼ colher de chá de canela
½ colher de chá de curry
Pimenta do reino moída na hora e sal a gosto

Cozinhe os grãos separadamente em água, adicionando sal e as especiarias até que estejam macios. Escorra a água restante (se ainda houver).
Numa frigideira grande refogue a cebola no azeite, adicione a abobrinha e refogue até que esteja macia. Misture os grãos e o moyashi, corrija o sal e adicione pimenta do reino. Espere esfriar e sirva em temperatura amiente.

*Coloque em água fervente por 30 segundos, escorra e imediatamente coloque em água gelada para parar o cozimento.

*Marina Kawata é jornalista e especializada em gestão de empresas, mas é na cozinha que encontrou sua paixão. É vegetariana e acredita que a alimentação saudável é a chave para a saúde, desde que a comida seja gostosa!


Arroz vermelho frito à moda coreana

};?>

 

 

Bibimbap_sem_medida_larissa_januario16

Esse é daquele pratos deliciosos feitos com sobras de geladeira. Você junta alguns bocados e consegue fazer uma refeição colorida, saborosa, nutritiva  e farta. É um prato consumido em países como Coreia, China e Malásia. Como o nome indica, trata-se de um mexidão de arroz com carnes, legumes e ovos, tudo salteado na wok, panela cantonesa de fundo redondo.

É uma receita caseira e por isso aceita inúmeras variações. Cada família faz com o que tem, mas o arroz está sempre presente. Na Ásia, as variedades mais famosas são Yangzhou e Fujian. Há ainda versões vegetarianas criadas para atender muçulmanos  e as que levam ovo frito. Na  Indonésia geralmente são bem picantes (goreng nasi). Também é muito popular na África Ocidental, em nações da Nigéria , Gana e Togo, tanto em restaurante como comida de rua.

Na minha eu usei arroz vermelho, carne bovina, pimentão vagem e repolho roxo e por fim, coroei tudo com ovos, que cozinharam no próprio calor do arroz, pra manter a geminha mole. Vamos ao passo a passo, essa receita serve até 4 pessoas tranquilamente.

Ingredientes (para 4 pessoas):
1 e 1/2 xícara de chá  de arroz vermelho (ou comum) já cozido
1 xícara de chá de carne bovina (usei bombom de alcatra)
óleo de gergelim para refogar
Pimenta-do-reino
1 colher de sopa de shoyu
1 colher de sopa de molho de ostra
1 colher de sopa de nampla (molho de peixe. Sim, vai ficar bom)
1 ramo de cebolinha verde
1/2 pimentão vermelho
1/2 pimentão amarelo
1/2 xícara de chá de cogumelo (usei shitake)
1/2 xícara de chá de vagem
1 pimenta dedo-de-moça

Bibimbap_sem_medida_larissa_januario18

Aqueça bem a panela e salteie as tiras de carne no óleo de gergelim até dourar. Tempere com sal, pimenta  e reserve em outro recipiente. Para uma versão vegetariana exclua esse passo e comece direto no seguinte.

Bibimbap_sem_medida_larissa_januario19

Coloque um fio do óleo de gergelim na mesma panela, refogue a parte branca da cebolinha em rodelinhas, junte os pimentões em tiras, a vagem e o cogumelo.

Bibimbap_sem_medida_larissa_januario20

Junte o repolho picado, o arroz cozido e volte a carne pra panela.

Bibimbap_sem_medida_larissa_januario14

Coloque os molhos e mexa bem até pegar um pouco no fundo da panela, tem que fazer aquele barulho de friturinha. Acerte o sal e finalize com a pimenta dedo-de-moça.

Bibimbap_sem_medida_larissa_januario15

Quebre um ovo por pessoa sobre o arroz e abafe para que ele cozinhe até o ponto desejado. Finalize com a parte verde da cebolinha fatiada. Sirva imediatamente.

Bibimbap_sem_medida_larissa_januario17


Baião de Dois Sem Carne

};?>

Por Marina Kawata

Típico do Nordeste, o Baião de Dois é uma mistura de feijão verde ou feijão de corda (que é o feijão verde seco) e arroz branco, tudo com muito tempero. É um prato gostoso e nutritivo, mas geralmente na mistura vem também linguiça, bacon e carne seca, tornando este prato tão tradicional inviável pra vegetarianos.

Para fazer o Baião de Dois Sem Carne vamos usar o tofu defumado, curinga da cozinha vegetariana, que vai dar um sabor especial, fazendo o papel do bacon no feijão. Este ingrediente é vendido em lojas no bairro da Liberdade e custa R$10,00.

Ingredientes:
-250g de feijão de corda
– 250g de arroz
– 1 folha de louro
– 1 cebola picada
– 2 dentes de alho picados
– 150g de queijo coalho picado em cubinhos
– ½ tofu defumado sabor pimenta calabresa picadinho
-2/3 xic chá de manteiga de garrafa
– ½ pimenta dedo de moça picadinha
– Salsa e coentro picadinhos (1 xícara +/-)

Modo de fazer:
Lave o feijão de corda e deixe de molho por 4h. Descarte a água. Coloque o feijão, o tofu defumado e o louro numa panela, adicione sal e cubra com água. Cozinhe até que esteja macio, mas não muito mole. Coe o feijão e utilize a água do cozimento para preparar o arroz.
Refogue metade da cebola e do alho com o arroz e cozinhe com a água do feijão. Complete com água se precisar e acerte o sal (1 medida de arroz para 1,5 de líquido). Quando estiver quase pronto, coloque o queijo coalho e mantenha a panela tampada.
Refogue o restante da cebola e do alho na manteiga de garrafa e junte o feijão, o coentro, a salsa e a pimenta e misture tudo com o arroz.

Sirva com mandioca frita, ovo frito e abóbora assada.

Para um preparo vegano, substituir a manteiga de garrafa por óleo ou azeite e substituir o queijo coalho por um tofu firme. Deixá-lo marinando no shoyu por 1h. Cortar em quadrados médios e fritar em um pouco de óleo. Misturar só no final para não desmanchar.

Ai, ai ai, ai baião que bom tu sois
Se o baião é bom sozinho
Que dirá baião de dois – Luiz Gonzaga
(Que dirá vegetariano!)

*Marina Kawata é jornalista e especializada em gestão de empresas, mas é na cozinha que encontrou sua paixão. É vegetariana e acredita que a alimentação saudável é a chave para a saúde, desde que a comida seja gostosa!