Receita: Panelinha de peixe e camoarões confitados com mini legumes

};?>

 

panelinha_pescados_confit_semmedida_larissa_januario5

Confitar é a técnica de cozinhar coisas em baixa temperatura submersas em gordura. No caso de carnes é usada a gordura do próprio animal a exemplo do pato confitado e do porco na lata. Já para legumes, não tem essa possibilidade.  Ou mesmo no caso de peixes como bacalhau não há gordura suficiente para confitar.  Em ambos os casos costuma-se usar azeite.

A ideia é não ferver, por isso o fogo deve ser muito baixo. Essa foi técnica usada na receita a seguir. Mais simples impossivel. E como peixes e legumes cozinham rapidamnete, esse confit fica pronto em um tempo bem menor que os já citados pato e porco.

Bora pra receita.

panelinha_pescados_confit_semmedida_larissa_januario3

Eu usei mini legumes como pimentões, dentes de alho descascados, tomates cereja, pimenta de cheiro e mini cebolas. Todos lavados e secos.

panelinha_pescados_confit_semmedida_larissa_januario2
Também usei um punhado de peixe (tilápia em cubos)  e de camarões (mais ou menos uns 500g no total). Tempere os pescados com sal e pimenta. Acomode todo mundo numa caçarola de fundo grosso (se tiver uma de ferro melhor ainda). Cubra com azeite de boa qualidade e leve ao fogo super baixo. Se seu fogão for potente, coloque uma chapa ou algo que distancie a penala do fogo. Lembrando que não pode ferver.
panelinha_pescados_confit_semmedida_larissa_januario6

Quando o peixe estiver macio, salpique folhas de coentro e sirva com farinha de mandioca, arroz branco e pimentas e bode à parte para temperar.  Dica (você vai me amar por isso): os pescadoe e os legumes soltarão água no azeite e acabará formando um caldo bem saboroso. Misture no prato esse caldo com a farinha e coma como um pirão. 

panelinha_pescados_confit_semmedida_larissa_januario9

 


Confit

};?>

panelinha_pescados_confit_semmedida_larissa_januario

Confitar é a técnica de cozinhar coisas em baixa temperatura submersas em gordura. No caso de carnes, geralmente, é usada a gordura do próprio animal a exemplo do pato confitado e do porco na lata. Já para legumes, desprovidos de gordura natural, não tem essa possibilidade.  Ou mesmo no caso de peixes como bacalhau não há gordura suficiente para confitar.  Em ambos os casos costuma-se usar azeite.

 


Receita fácil de confit de tomatinhos (tomatinhos secos)

};?>

 

Segunda é um dia puxado. Um mix de preguiça com pique para começar  todas as tarefas. Por isso, aqui no Sem Medida eu vou tentar trazer dicas rápidas que podem ajudar a dar um up nas receitas.

Read the rest of this entry »


Reportagem Revista Gula: A arte de confitar

};?>

 

Imagem de Daniel Ozana/Studio Oz

 

Confitar é inicialmente a técnica de cozinhar e armazenar carnes em sua própria gordura com o intuito de conservar. Como quase tudo na cozinha, o confit nasceu de uma necessidade e com o tempo, transgrediu e ganhou contornos gastronômicos sofisticados.  E hoje, algo que começou lá traz, com os egípcios, tem ares de prato refinado.  E atualmente, a mesma mesma lógica é utilizada também para alguns vegetais como tomate e alho.

Para saber os detalhes da arte de confitar leia na íntegra a minha reportagem sobre o tema.

A arte de confitar