Frittata de Flor de Abobrinha com Balsâmico

};?>

fritatta_abobrinha

*por Marina Kawata

Quem me conhece sabe que morro de amores por flores de abobrinha porque, além de gostosas, deixam o prato lindo e é fantástico poder aproveitar também essa parte da planta, sem desperdiçar nada. Não é a primeira vez que falo delas aqui no Sem Medida.

O Seu Jorginho da horta (também já falei dele por aqui) sabe muito bem disso e me avisa para ir buscá-las quando estão prontas para serem colhidas. Muito delicadas, elas precisam ser usadas logo, pois murcham rapidinho depois de apanhadas. Normalmente essas flores só são encontradas em hortas e, de vez em quando, em feiras orgânicas. Podem ser consumidas cruas, refogadas, empanadas, recheadas e em molhos. Nem sei dizer como ficam melhores.

horta

flor_abobrinha7

flor_abobrinha5

Em uma dessas minhas visitas à horta, voltei com algumas flores, das mais lindas que já colhi. Como não tinha muito tempo, preparei uma frittata, que é um prato rápido, uma espécie de omelete italiana servida aberta. Costuma ser mais espessa e não é virada. Para que não queime embaixo ou fique crua no meio, é finalizada no forno até que fique dourada por cima. Eu pulei esta ultima etapa devido à pressa e, como fiz bem fininha, deu certo, não ficou crua. Poderia chamá-la de tortilla, que é a versão espanhola da frittata e que não vai ao forno, porém a tortilla leva batata, então também não seria adequado. Vou manter frittata mas, se tiverem sugestões melhores para o nome do prato, me avisem!

Ingredientes

2 ovos caipiras
4 ou 5 flores de abobrinha
Azeite
Sal e pimenta do reino moída na hora
½ colher de sopa de aceto balsâmico

Modo de fazer

Abra as flores de abobrinha na lateral e lave-as com cuidado. Escorra bem. Aqueça um pouco de azeite em uma frigideira e coloque as flores abertas.
Bata os ovos e adicione duas colheres de sopa de água. Com cuidado, coloque a mistura de ovos na frigideira, sobre as flores, espalhando os líquidos por completo. Abaixe o fogo. Coloque sal e pimenta e aguarde alguns minutos até que a frittata esteja firme.
Coloque em um prato e derrame o balsâmico por cima da frittata e sirva.

*Marina Kawata é jornalista e especializada em gestão de empresas, mas é na cozinha que encontrou sua paixão. É vegetariana e acredita que a alimentação saudável é a chave para a saúde, desde que a comida seja gostosa!


Salada de Flor de Abobrinha com Folhas e Molho de Geléia de Mirtilo

};?>

O fim de semana foi corrido, cheguei de viagem, aquela bagunça de mala pra desfazer, roupas pra lavar e horas de sono pra compensar. Quase não consegui cozinhar. Mas ontem dei um pulo na horta do Seu Jorginho pra matar a saudade e eis que me deparo com elas, flores de abobrinha. Eu estava ansiosa por esse momento, que deveria ter começado no fim de setembro, mas com a escassez de chuva a colheita atrasou,. Colhemos as flores, que são muito delicadas e murcham rapidinho, então precisei usá-las sem demora. Com a despensa e a geladeira vazias, improvisei uma salada com tudo o que eu trouxe da horta. Ficou ótimo e achei justo compartilhar com vocês!

Por sua fragilidade, as flores de abobrinha não são fáceis de serem encontradas para comprar, por isso é mais comum conseguir direto com o pequeno produtor. De setembro a fevereiro é época de abobrinhas no Sudeste e é quando conseguimos comprá-las orgânicas e muito mais saborosas.

A salada não tem receita, é só escolher as folhas verdes de sua preferência e juntar as flores de abobrinha.
A minha fiz assim:
Algumas folhas de repolho rasgadas, sem a parte branca
Folhas de espinafre sem os cabinhos
Beldroega (uma planta considerada mato, deliciosa, já falei dela aqui)
Azedinhas
Flores de abobrinha

Para o molho:

3 colheres de chá de geléia de mirtilo
1 colher de sopa de vinagre de vinho branco
2 colheres de sopa de azeite extra virgem
½ colher de chá de sal
Pimenta do reino moída na hora

Misture a geléia com o sal e o vinagre. Adicione o azeite e a pimenta e misture bem para emulsificar.
Coloque o molho por cima das folhas e das flores e sirva.

*Marina Kawata é jornalista e especializada em gestão de empresas, mas é na cozinha que encontrou sua paixão. É vegetariana e acredita que a alimentação saudável é a chave para a saúde, desde que a comida seja gostosa!