Aspargos na manteiga com ovo cozido

};?>

 

Por Marina Kawata

Esta é a forma que eu mais gosto de preparar aspargos. Eles ficam cozidos na base, crocantes no meio e com o broto cru, mas quente e com um suave sabor de manteiga.

E depois de tudo feito e comido ainda sobra manteiga composta, deliciosa, que pode ser servida com pão quentinho, ovo poche, batata ou com qualquer alimento quente para que ela derreta.

Hoje eu fiz a receita com ovos caipiras cozidos.

Ingredientes:

– 1 maço de aspargos graúdos (não encontrei na feira então fiz com esses fininhos mesmo, mas os graúdos ficam bem melhores)
– 200g de manteiga com sal
– sal marinho e pimenta do reino moída na hora
– 4 ovos caipiras cozidos por 6-8 minutos
– salsinha picada
– 1 tira dupla de papel manteiga da altura dos talos dos aspargos (sem tampar os brotos)
– 1 pedaço de barbante

Modo de fazer:

Lave bem os aspargos e descasque a parte dos talos. Embrulhe todos juntos no papel manteiga e amarre com o barbante, sem apertar muito.
Em uma panela funda, derreta a manteiga e coloque os aspargos na vertical. Deixe-os cozinhando na manteiga, em fogo muito baixo, por cerca de 1h. Vá despejando a manteiga no topo dos aspargos com uma concha.
Corte o barbante e solte os aspargos do papel manteiga. Sirva com os ovos cozidos cortados ao meio. Salpique um pouco de sal marinho, pimenta e salsinha, regue tudo com a manteiga do cozimento e divirta-se!
Coloque a manteiga que sobrou, já fria, em um pedaço de filme plástico e enrole como se fosse um bombom. Guarde na geladeira se for usar em alguns dias ou congele, cortando fatias dela conforme for usando.

*Marina Kawata é jornalista e especializada em gestão de empresas, mas é na cozinha que encontrou sua paixão. É vegetariana e acredita que a alimentação saudável é a chave para a saúde, desde que a comida seja gostosa!


Receita: Arroz Biro-Biro

};?>

 

Receita: Arroz Biro-Biro

2 xícaras de chá de arroz previamente cozido
1/2 xícara de chá de bacon picado
2 ovos caipiras
1 colher de sopa de cebolinha
1/2 xícara de chá de batata palha (eu não tinha, coloquei queijo)
1 pimenta de cheiro grande ou varias pimentas biquinho (daquelas que não ardem)

Preparo

 Frite o bacon até dourar. Escorra o excesso de gordura e junte a cebola e deixe murchar. Acrescente os ovos e mexa. Salpique o cheiro verde e coloque o arroz. Nesse momento já está pronto. Basta cobrir com batata palha e servir. Mas você pode variar como eu.

Como não tinha batata palha eu dei uma goianada e coloquei pimenta de cheiro e queijo. Tampei para abafar e o queijo derreter.

 

Sugestões de carnes para comer com arroz biro-biro

Frango assado crocante

Churrasco de Fraldinha na frigideira

 

 

 


Receita de Molho Rémoulade

};?>

 

O remoulade é um molho de origem francesa  usado em diversos países. A base como nos outros casos é a maionese e embora muito semelhante ao tártaro pode ganhar outros complementos e temperos de acordo com a região. Há quem coloque rábano, páprica , anchovas  e até curry.  Também é muito forte na cozinha creole por herança dos europeus na região da Louisiana. Eu fiz aqui minha versão favorita com alcaparras, picles e ervas frescas. Fica maravilhoso com o camarão no estilo coquetel.

Ingredientes

1 xícara  de chá de maionese
2 pepinos pequenos em conserva (tipo picles)
ervas (salsinha, cebolinha, cerofólio e estragão)
1 colher de sopa de alcaparras }
Sal e pimenta a gosto

Preparo
Pique as alcaparras, os pepinos e s ervas o menor possível. Misture com a maionese.

 

 

Mais sobre maionese

Veja aqui o passo a passo da maionese caseira

Derrubando mito: confira os mandamentos do ponto da maionese

 

Conheça a receita de outros molhos à base de maionese

Receita de Molho Aïoli

Receita de Molho Tártaro

Receita de Molho Golf

 


Receita Molho Tártaro

};?>

 

O molho tártaro é um clássico à base de maionese. Apesar do nome, a receita não tem relação direta com os povos tártaros da Mongólia. Na verdade, a referência acabou sendo uma herança do steak tatare. O molho era servido sempre como um dos inúmeros acompanhamentos da carne.  Hoje, é um acompanhamento mais indicado para peixes e frutos do mar.   Na base de maionese são acrescentados cebolinha verde e chalotas ou echalotas (um tipo de prima das cebolas caras e raras por aqui e por isso são substituídas pela cebola roxa).


Ingredientes

1 xícara  de chá de maionese
Cebolinha verde a gosto
Cebola roxa (1 colher basta nessa proporção)
Sal e pimenta (como a maionese já foi temperada, segura o tchan)

Preparo

Misture tudo e sirva como quiser.

 

Mais sobre maionese

Veja aqui o passo a passo da maionese caseira

Derrubando mito: confira os mandamentos do ponto da maionese

 

Conheça a receita de outros molhos à base de maionese

Receita de Molho Aïoli

Receita de Molho Rémoulade

Receita de Molho Golf

 


Receita: Molho Golf

};?>

 

Taí, a Argentina além de ter Papa e Oscar, também inventou um dos molhos mais cafonas da história. Você deve estar pensando: e daí? Daí que quem fez a fuleragem de juntar maionese ao katchup, salpicar alguns temperos secos e chamar de molho foi nada menos que, Luis Federico Leloir, vencedor do prêmio Nobel de química argentino (é, além de Papa, Oscar e Molho, a Argentina tem também um Nobel. Bjo, Brasil).

Reza a lenda que o pesquisador estava almoçando com alguns amigos nos idos da década de 1920, no “Ocean Club de Playa Grande”, em Mar del Plata, quando lhe serviram um prato de camarões. Pediu que lhe trouxessem maionese, ketchup e alguns temperos. Juntou tudo e criou o “Salsa golf” (Molho Golf). 

Veja aqui como preparar os camarões para o clássico coquetel com molho golf

O cientista argentino doou os 80 mil dólares do prêmio Nobel para a fundação na qual trabalhava, mas ainda ficou #chatiado de não ter patenteado a receita do molho Golf (reproduzida all de world). Isso porque ele acreditava que a grana arrecada com direitos autorais da receita poderia ser revertida em prol da pesquisa: “Se a tivesse patenteado, agora teríamos muito mais dinheiro para pesquisar”.

Receita: Molho Golf

Ingredientes

1 xícara  de chá de maionese
ketchup (eu usei 1 colher de chá)
Cominho  (1/2 colher de café  basta, é forte)
Molho inglês (1 colher de chá)
Mostarda Dijon (mas já tem na base da maionese, se achar que vale por mais, ponha)
Pimenta-do-reino (se quiser, menos de 1/2 colher de café basta)
Conhaque (1 colher de sobremesa ou mais, se não for dirigir)

Preparo
Misture tudo e sirva frio.

 

Mais sobre maionese

Veja aqui o passo a passo da maionese caseira

Derrubando mito: confira os mandamentos do ponto da maionese

Conheça a receita de outros molhos à base de maionese

Receita de Molho Aïoli

Receita de Molho Tártaro

Receita de Molho Rémoulade