Receita: Mini Scotch Eggs (ou mini bolovo?)

};?>

 

 

mini_scotchegg_semmedida_larissa_januario2

O bolovo virou hype desde que baixou por aqui o tal do  Scotch Egg, ou, ovo à escocesa, na livre tradução. Mas não é bem assim. O bolovo se restringe a uma massa a base de farinha envolvendo um ovo sobre cozido que, ainda por cima, é empanado e frito. Nada contra, mas o scoth é outra coisa.

Apesar de também ser ovo também ser empanado e frito, a massa que envolvo leva é de carne moída de porco temperada. Outra história. E o ovo, geralmente é cozido por pouquíssimo tempo, para manter a textura da gema mesmo depois da fritura. Quanto menos tempo, mais cremosa fica a geminha.

Como aqui as vezes a gente prefere dificultar em vez de facilitar, eu decidi fazer com ovos de codorna. Ficou mara, mas não vou mentir pra vocês, dá um p%$*& trabalho. Mas se um dia você tiver ânimo e bons amigos, o empenho vale a pena. Por isso, segue receita:

mini_scotchegg_semmedida_larissa_januario6

ingredientes

12 ovos de codorna (prepare-se para perder alguns)
400g de carne de porco moída (eu usei copa lombo, mas vale usar recheio de linguiça toscana fresca)
1 colher de café de erva doce amassada no pilão
1 colher de café de sálvia picada (eu usei fresca, mas vale seca)
2 ovos para empanar
200g de farinha de rosca (eu usei a panko)
100 g de farinha de trigo
óleo de girassol para fritar
sal e pimenta-do-reino moída (se usar linguiça, esqueça o sal)

Preparo 
Coloque uma panela com água suficiente para cobrir bem os ovos no fogo. Assim ferver, coloque os ovinhos e conte 2min para gema mole e 3 para gema mais firme. Resfrie imediatamente em água corrente e descasque.

Tempere a carne de porco com as ervas, o sal e pimenta. Envolva os ovos com uma camada de carne temperada formando uma bolinha. Passe no trigo, no ovo batido e depois na farinha de rosca.

Aqueça o óleo usando o truque do fósforo (coloque um palito no óleo, quando ele acender está bom). Frite as bolinhas até dourarem bem.

Sirva com uma salsa de pimentão assado. Eu tostei os pimentões direto na boca do fogão (faz sujeira), depois abafei e tirei a pele que deve estar chamuscadíssima. Lavei, descartei sementes e talos e bati com azeite e sal no mixer até virar uma pasta. Fica mara a combinação. De nada.

mini_scotchegg_semmedida_larissa_januario5

 

 

 

 

 

 

 


*BITTERSWEET: Negroni Sbagliato + Tortinha de Queijo de Cabra com Picles Agridoce de Mini-Tomates

};?>

 

tortinha_cabra_picles_campari_semmedida7

Aqui no Sem Medida somos mais que fãs de Campari, uma das bebidas mais clássicas do mundo. Essa combinação de doçura e amargor que rende inúmeros drinques deliciosos. Uns mais leves e refrescantes, outros mais potentes e complexos. E essa é justamente a mágica, você pode adequar ao seu gosto, só depende da receita.

E para celebrar essa versatilidade presente na icônica bebida, a marca lança para 2016 a campanha BitterSweet como tema do seu calendário anual. A ideia é propor uma disputa entre os sabores Bitter (amargo) ou Sweet (doce), desafiando o público a escolher seu favorito. Faça o teste!

calendar-campari-2

Para ajudar ainda mais, a estrela da campanha é a linda de Hollywood, Kate Hudson. A bela encarna as duas personalidades no calendário anual da marca brincando em imagens que fazem referências à personalidade amarga e adocicada. Entenda a diferença a seguir:

BITTER: a verdadeira essência do sabor da Campari é bitter. Seu amargor cativa o paladar, adiciona ousadia ao drinque. Um sabor único.

SWEET: deixe o doce de Campari te levar a uma intrigante viagem de combinações sutis e originais que irão surpreendê-lo com atraentes sabores.

Para ajudar ainda mais na sua escolha, aqui no Sem Medida nós criamos um petisco para acompanhar o nosso drinque bitter do coração: ninguém menos que o Negroni.

negroni_semmedida2

Um clássico da coquetelaria italiana que ganhou diferentes versões mundo a fora como o Americano, o Boulevardier e o Sbagliato. Este último tem sido nosso eleito para encarar o calor. Uma combinação perfeita entre frescor, doçura e amargor. 

No Sbagliato, o Gim da receita original cede lugar ao Prosseco deixando o drinque mais leve e efervescente. Uma versão menos conhecida, mas que já conquistou os fãs do clássico. Um coquetel para aqueles que preferem sabores mais delicados mas ainda desejam um drinque repleto de sabor e personalidade.

A receita completa do drinque você confere aqui no site da campanha.

negroni_semmedida3Nada mais justo que acompanhar esse coquetel deliciosamente amargo com uma receita com toques adocicados. Nossa sugestão é essa Tortinha de Queijo de Cabra com Picles Agridoce de Mini-Tomates.

tortinha_cabra_picles_campari_semmedida5

Comece a receita pelo picles. Para isso você vai precisas de 600g de mini-tomates vermelhos e amarelos, 4oog de açúcar cristal, 400ml de vinagre de arroz, 6 talinhos de tomilho fresco e 3 colheres de sopa de semente de coentro. Numa panela não muito rasa aqueça as sementes de coentro para que elas liberem os óleos essenciais. Na sequência despeje o vinagre e o açúcar e deixe no fogo até que fique um líquido homogêneo (10min bastam).

Perfure os tomatinhos com um palito e coloque em um pote esterilizado junto com os raminhos de tomilho e cubra com o líquido agridoce.

Pronto. Lembrando que quanto mais tempo a conserva descansar, mais saborosa ficará. Em geladeira o picles deve durar até 1 mês e pode ser usado em diferentes preparos como sanduíches e bruschettas.

picles_minitomates_semmedida_larissa_januario

Para montar a tortinha você vai precisar de 300g de massa folhada pronta e um pouco de farinha de trigo e azeite. Abra a massa, não muito fina, cerca de 1/2 cm de altura, corte em quadrados e transfira para uma assadeira untada com azeite. Prepare o recheio.

tortinha_cabra_picles_campari_semmedida

No recheio eu usei queijo de cabra tipo boursin (mas você pode optar por ricota cremosa ou cream cheese) temperado com cebolinha francesa, pimenta-do-reino moída e 1 dente de alho amassado. Misture tudo e espalhe esse patê sobre os quadradinhos de massa. Coloque uma rodela fina de tomate italiano fresco sobre cada quadradinho e leve ao forno pré-aquecido a 200 graus.

tortinha_cabra_picles_campari_semmedida2

Depois de assadas coloque os picles de tomatinhos sobre as tortinhas e salpique com folhas frescas de manjericão. Sirva com o o Negroni Sbagliato. 

tortinha_cabra_picles_campari_semmedida8
Saiba mais sobre Campari no facebook ou twitter da marca.
Atenção: Este é um produto alcoólico, aprecie com moderação. O produto é voltado para maiores de 18 anos.

*Este post é um publieditorial com conteúdo patrocinado. Mas toda as informações publicadas correspondem às crenças e objetivos do Sem Medida sempre respeitando os seus leitores.


Receita: Bucatini com polpettine e molho pomodoro (mini almôndegas com molho de tomate)

};?>

polpettini_semmedida_larissa_januario5

Eu amo macarrão. E de todos o meu favorito é o bucatini, vulgo macarrão com um furo no meio. Apenas uma maravilhosidade da minha infância brejeira que sempre que encontro, compro. Aqui eu fiz a mas tradicional das receitas de roça que cresci comendo, que o bucatini com frango assado.

Agora mando aqui uma versão com mini fofas almôndegas, as polpetini. Uma receita fofa e ideal pra fazer com  crianças. Nada melhor que ocupar os pequenos no ato de enrolar minúsculas e infinitas almôndegas.

 

almondega_sem_medida_larissa_januario25

O passo a passo das pequenas almôndegas é o mesmo das grandes, que temos aqui. A diferença é que você fará bolinhas minúsculas.

polpettini_semmedida_larissa_januario9

Pequenas MESMO, menor que um palito de fósforo!

polpettini_semmedida_larissa_januario8

Depois é só cozinhar no molho de tomate, que o preparo passo a passo está aqui.

polpettini_semmedida_larissa_januario4

Estas almôndegas miniatura também são excelentes como aperitivo. Basta dourá-las em um fio de azeite. Por serem pequenas, elas cozinha rapidamente.

polpettini_semmedida_larissa_januario2

 


Receita: Petisco de carne moída agridoce com Sriracha

};?>

 

carne_moida_agridoce_semmedida_larissa_januario11

Carne.Moída. Apenas amo. É o que eu pediria no corredor da morte sem a menor sombra de dúvida. Até que… descobri que sempre fiz errado. Sim, eu sempre fiz errado. Até que um dia o Gordon (o Ramsay) e a minha sogra me ensinaram a fazer do jeito certo. E pra comemorar eu fiz esse petisco de carne agridoce com Sriracha, o molho de pimenta hipster (levemente adocicado).

Basicamente o meu erro era começar pelo refogado básico de cebola e alho e só depois entrar com a carne. Isso fazia com que a carne soltasse água e ficasse cinza. Aí, para dar cor, tinha que esperar secar toda a água, o que levava bem mais tempo. O melhor é você PRIMEIRO fritar a carne em azeite/óleo bem quente e só depois adicionar os aromáticos. Não sei porquê, SÓ na carne moída eu fazia o contrário.

carne_moida_agridoce_semmedida_larissa_januario12Isto posto, vamos ao passo a passo. Aqui você começa fritando 500g de carne moída em 1 fio de azeite. Pode ser acém ou peito e para os mais fit, patinho ou peixinho. Deixe a carne dourar bem e só então tempere com sal.

Aqui a ideia era adoçar e caramelizar, para isso, usei açúcar de palma (vale qualquer açúcar). Depois acrescente 1/2 copo de água para que os temperos penetrem. Depois coloque a junte a pimenta Sriracha a gosto. Junte 1 xícará de pimentões (eu tinha sobras e usei as três cores, mas  use o que tiver) e deixe refogar ate murchá-los.

carne_moida_agridoce_semmedida_larissa_januario8

Finalize com raspas de limão e sirva no pão pita tostadinho ou com crostata. Se quiser, faça um vinagrete de vegetais para dar um toque de acidez. É só misturar 1 parte de líquido ácido (limão ou vinagre) para 3 de azeite e temperar vegetais como tomate, abobrinha, jiló e pepino.

carne_moida_agridoce_semmedida_larissa_januario9


Receita: Petiscos de carne de onça ou steak tartare paranaense

};?>

 

carne_onca_larissajanuario_semmedida2_peq

Eu amo o calor, mas sei que tá difícil viver nesses tempos tão quentes. Comer então pode virar um martírio. Por isso, nada mais justo que investir em pratos leves simples e refrescantes.

Pensando nisso, minha dica de hoje é a Carne de Onça. Um tipo de steak tartare consumido às pencas nos botecos de Curitiba. A origem parece ser húngara, mas lembra também um prato alemão chamado hackepeter (com carne de porco) ou mesmo o nosso bem mais íntimo quibe cru (que tradicionalmente era feito com cordeiro). O que todos esses pratos têm em comum é basicamente a carne crua moída e condimentada com diferentes temperos.

No caso da carne de onça, o felino só entra no nome e nas lendas em torno do prato. Alguns creditam o batismo à uma época em que houve muita matança deste felino na região do Paraná, mas a lenda mais popular e divertida é a que atribui o nome  ao hálito que a enorme quantidade de cebolas presente no prato deixa no comensal. O famoso bafo de onça. Pode tranquilizar que a carne é bovina mesmo.

Lendas a parte, vamos ao preparo. É mais fácil que andar para frente.

Comece preparando a maionese caseira cuja a receita passa a passo você encontra neste link do Sem Medida.

maionese_semmedida_larissa_januario8

Toste algumas fatias de pão. Tradicionalmente se usa pão preto, eu usei o pão de miga, porque era o que tinha em casa.

carne_onca_larissajanuario_semmedida8

Passe uma camada de maionese nos pães.

carne_onca_larissajanuario_semmedida7

Acrescente a carne moída gelada sobre o pão e tempere apenas com sal e pimenta-do-reino moída na hora. Há quem misture gemas de ovo, molho inglês e mostarda. Mas eu preferi deixá-la mais neutra.  Já que vai ovo na maionese e mostarda na finalização, além dos verdes.

carne_onca_larissajanuario_semmedida6

Escolha uma carne magra e muito fresca para moer. Vale patinho, peixinho ou coxão mole. Peça o açougueiro para limpar muito bem a carne. Como vai ser consumida  crua é muito importante que você saiba a procedência e confie na qualidade da carne e do açougue. Se está em SP minha dica é o Feed, localizado no Itaim.

carne_onca_larissajanuario_semmedida5

Salpique cebola roxa picadinha em cubos pequenos. Para que a cebola fique bem crocante e menos ácida, pique previamente e coloque de molho em uma vasilha com água gelada. Na hora de servir escorra e use.

carne_onca_larissajanuario_semmedida3

Finalize com cebolinha verde picada e uma gota generosa de mostarda dijon. E viva o verão sem medo!!!