Um pequeno manual para beber cerveja Pilsen

};?>

 

Não que precise de manual pra qualquer coisa nessa vida, ainda mais para encher a lata. Mas volta e meia alguém me pergunta que cerveja eu escolho quando o assunto é pilsen, a favorita dos brasileiros e do mundo todo. Dourada, leve, refrescante e pouco alcóolicas, ela é a cara do verão, da praia, do churras, das festas, dos botecos e do repeteco.

Read the rest of this entry »


Vi por aí: as cervejas que provamos no Degusta Beer

};?>

 

Semana passada, entre 25 e 27 de junho,  rolaram aqui em São Paulo dois eventos ao mesmo tempo, no mesmo lugar e para o mesmo público: a Brasil Brau, mais voltada para cervejeiros profissionais, e o Degusta Beer, mais indicado aos bebedores. Enquanto a primeira reúne novidades em equipamentos, técnicas e tecnologia, o segundo traz quase 400 rótulos, desde os mais recentes até os mais consagrados. Brejeiras que somos, fomos bater perna e erguer os copos.

Começamos com a Tereza Pilsen Extra Hop, essa linda! Lançada no fim de 2012, é a primeira cerveja da rede Mr. Beer e foi feita em parceria com a Lünen Bier, uma nanocervejaria do interior do estado. Como boa Pilsen, é levinha e refrescante, mas com uma carga mais generosa de lúpulo, o que dá aquele amargor seco tão querido ao nosso paladar. Tem 5% de teor alcoólico.

Read the rest of this entry »


Elegemos 5 rótulos nacionais para comemorar o Dia da Cerveja Brasileira

};?>

Você sabia que dia 5 de junho é comemorado o Dia da Cerveja Brasileira? Nem eu! Mas como aqui no Sem Medida a gente não perde a oportunidade de brindar, escolhemos cinco brasileirinhas e alguns petiscos que merecem ser convidados para esta festa tão especial.

1 –  EINSENBAHN Weizenbier

Para começar, vamos abrir com uma cerveja de trigo, direto de Blumenau. Feita à moda tradicional alemã, essa cerveja amarela turva tem textura e corpo mais densos que as “pilsens” comumente consumidas pelos brasileiros, e é admirada pelo sabor evidente da  mistura dos cereais. Como não é filtrada, ela vem com um tantinho de fermento ao fundo, o que adiciona propriedades à sua cor e sabor.

Com aroma típico, apresenta sabores e aromas de banana e cravo, e subnotas cítricas. Uma cerveja bem balanceada,  levemente amarga, mas quase doce no retrogosto. É uma ótima pedida para começar os trabalhos, bem acompanhada de pratos leves, como a saladinha de endívias, coalhada seca, pinole e damasco, ou uma entrada mais picante, como o Canapé de Linguiça Blumenau – outra indispensável estrela blumenauense.

Read the rest of this entry »